Lábios Femininos

Como é a Ejaculação Feminina? A Mulher Ejacula mesmo?

A ejaculação feminina é um assunto controverso. A mulher ejacula quando jatos de fluído voam da vulva ou vagina no momento do orgasmo. Você pode ter ouvido falar dos termos “jorrar” ou “esguichar”.

É um assunto controverso, não menos porque escritores pornográficos (a maioria deles homens) têm sugerido repetidamente que toda mulher ejacula em um orgasmo. Mas isso é completamente falso!

Até hoje, textos eróticos tendem a dar a impressão de que cada mulher produz um jato de fluido quando ela chega ao clímax – exatamente como um homem. Como resultado, alguns rapazes ficam intrigados se a sua mulher ejacula ou não.

Quão comum é a ejaculação feminina?

A realidade é que a ejaculação feminina não é tão comum. Algumas mulheres fazem uma vez na vida, e nunca mais. A porcentagem real de mulheres que ejaculam é incerta. Entretanto, na famosa experiência de Masters e Johnson com mais de 400 mulheres, eles não relataram nenhuma que ejaculou durante o orgasmo.

Não obstante, a experiência dos ginecologistas e médicos de família indicam que existe uma minoria substancial de mulheres que ejaculam com frequência.

Uma das avaliações mais convincentes é a do Stanislav Kratochvil (1994), que descobriu que cerca de 6% das mulheres tchecas relataram ejacular. As colunas de conselhos recebem vários emails angustiados das mulheres que estão muito envergonhadas pelo fato de que elas molham a cama quando gozam.

Quanto de fluído é produzido?

Ouve-se dizer por aí que as mulheres altamente sexuais podem produzir litros de fluído em um único orgasmo. Isso parece pouco provável – afinal, onde tamanha quantidade ficaria armazenada no corpo feminino?

Mais realista é a estimativa da Beverley Whipple, uma especialista sexual americana e coautora do livro original Ponto G. Em uma conferência recente, ela disse que na maioria dos casos, a quantidade de fluido é geralmente cerca de “meia xícara de café”.

Que efeitos a ejaculação feminina tem nas mulheres?

Quando uma mulher descobre que de repente ela molha os lençóis quando chega no clímax, é natural para ela se sentir ansiosa e envergonhada. E porque muitas mulheres inicialmente pensam que o fluido produzido é urina, elas podem achar que elas estão fazendo algo “sujo” e “nojento”.

Os seus sentimentos são – compreensivamente – ligados às proibições de molhar a cama durante a infância. Não é surpresa que muitas mulheres tendem passar a vida evitando relações sexuais com outras pessoas.

Algumas têm a sorte de ir para a cama com homens que reagem negativamente quando elas não chegam ao clímax – mas essa não é a reação da maioria dos homens.[sc:artigos_relacionados]

A ejaculação feminina é causada por um vazamento de urina?

Até a década de 80, a maioria dos médicos que sabia do fenômeno da ejaculação feminina costumava acreditar que o fluido seria urina. Como tratamento, eles recomendavam exercícios para exercitar os músculos pélvicos.

Muitas mulheres realmente vazam um pouco de urina durante o sexo, e durante outras atividades também. Isso é chamado de “estresse inconsciente” e acontece em várias mulheres quando elas espirram, tossem ou riem. É particularmente comum naquelas que já tiveram filhos.

Entretanto, quando a urina vaza durante o sexo, é geralmente mais comum nas preliminares ou numa transa com ritmo forte do que no orgasmo.

Em 1982, a publicação de livros altamente influenciadores por especialistas sexuais americanos como Whipple, Perry e Ladas mudou essas visões. Eles sugeriram que o fluido não era urina, mas sim um “mel” secretado pelas glândulas que se diziam similares à próstata masculina.

Que tipo de pesquisa foi feita?

Não houveram pesquisas suficientes sobre o fluido (ejaculação) – em parte porque é difícil obter amostras adequadas para investigação. Também, porque diversos fundos científicos tendem ser disponibilizados para doenças que ameaçam a vida ao invés de problemas sexuais.

Entretanto, pesquisas recentes sugerem que a ejaculação feminina é um liquido alcalino que não se parece com urina, porque ele não contém ureia ou creatinina, que são compostos comuns da urina. O fluido tende a ser claro e não mancha as roupas de amarelo – diferente da urina.

Pesquisadores disseram que ele contém alguns componentes químicos similares aos produzidos pela próstata masculina – principalmente o PSA (prostate-specific antigen, na sigla em inglês). Também é dito que contém dois açúcares: glicose e frutose.

Desde 2000, um número crescente de pesquisadores sugeriu que o líquido da ejaculação feminina pode ser uma secreção da glândula de Skene (as glândulas parauretrais). Essas são estruturas as quais se localizam perto da uretra feminina (o tubo urinário).

Em 2007, o famoso pesquisador de Viena Dr. Florian Wimpissinger publicou um importante estudo sobre duas mulheres que ejaculavam com frequência. Ele e seus colegas descobriram que a ejaculação destas duas mulheres era quimicamente muito diferente das suas urinas.

Em particular, elas continham mais fosfatase ácida prostática (PAP, na sigla em inglês), mais antígeno prostático (PSA, na sigla em inglês), e também mais glicose.

A ejaculação feminina está relacionada ao ponto G?

Uma vasta quantidade de informações sugere que existe um fenômeno chamado orgasmo do ponto G, o qual é provavelmente acompanhado de um esguicho de fluído da uretra.

O Ponto G é conhecido como uma zona erótica no começo da vagina, e essa área está intimamente conectada com a uretra. Realmente, pressionar o ponto G irá produzir invariavelmente um desejo de urinar.

Não existe dúvida de que pressionar essa área do Ponto G poderá afetar as glândulas de Skene mencionadas anteriormente, as quais são conhecidas por alguns como a fonte da ejaculação feminina.

Entretanto, muito do que tem sido escrito nos últimos 25 anos sobre a relação entre o Ponto G e a ejaculação feminina não é científico e não foi provado.

Por exemplo, não há nenhuma evidência clara que a pressão Ponto G faça a mulher produzir o fluído ejaculatório.

O que isso significa para as mulheres?

Agora é claro que uma minoria considerável das mulheres ejacula quando chegam ao clímax. Isso pode ser urina em alguns casos, mas em outros não é. Claramente, muito mais pesquisas precisam ser feitas sobre o assunto da ejaculação feminina e sobre a natureza do fluído.

Finalmente, quando a mulheres ejacula deve perceber que não precisa se sentir envergonhada, e que muitos parceiros têm uma reação muito positiva sobre isso. Em outras palavras, muitos homens gostam. Afinal, se uma mulher ejacula, o homem pode considerar como uma reação à sua virilidade e à sua habilidade na cama!
[sc:muito-bom-de-cama-depois-artigo]

E você, o que pensa sobre a ejaculação feminina? Você se sentiria lisonjeado, de alguma forma premiado pelo seu bom desempenho? Você teria nojo? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (46 votos, média: 4,15 de 5)
Loading...

110 Comentários

  1. No começo tinha medo ao pensar q era urina quando descobri q não era comecei a relaxar e deixar acontecer! Hj tem orgasmo multiplo um atrás do outro todos acompanhados de esguicho melhor sensação todos q tenho e tive e por penetração melhores posição frango assado e eu por cima adora cama ensopada!!

  2. gostosa sexy

    Eu acho que e bem comum isso, eu tenho essa coisa ;-; De ejaculação feminina
    E isso acontece sempre comigo

  3. Conheci uma mulher casada há alguns anos atrás e o objetivo era realizar nossos desejos íntimos mais ocultos.Ela era casada com uma pessoa pública que vivia ausente a maior parte do tempo.Ela foi perdendo a timidez, e num dos encontros ela ejaculou quando a masturbava com meus dedos.Depois ejaculou sendo chupada (molhou meu rosto todo kkkk).Ejaculou também sendo penetrada na vagina e por derradeiro ejaculou fazendo sexo anal.Realmente o líquido não tem cor nem se parece com urina, sei disso porque ela ejaculou várias vezes sendo chupada.
    Ela ejaculava tanto que pedia tempo, ficava estirada na cama, largada, parecia morta.Quando ia ejacular prendia a respiração e ejaculava, soltando o líquido junto com a respiração.
    O marido dela vivia mudando de cidade e por isso sofreu muito com a despedida.Discretamente ainda mantemos contato, ela eventualmente me liga, manda vídeos e até calcinha usada com o cheiro de sexo dela.Foram bons momentos que estão armazenados em meu cérebro, e quando relembro me causa uma ereção imediata.
    [email protected]
    Sexo deve ser encarado como uma obra de arte, cujos detalhes aprimoramos com o tempo, sempre visando proporcionar prazer e saciar a parceira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *