ConversaDeHomem.com.br https://www.conversadehomem.com.br Aprenda Como Conquistar Mulheres Lindas Thu, 13 Jun 2019 21:09:47 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.2.3 6 Erros Mais Comuns dos Homens Durante o Sexo https://www.conversadehomem.com.br/6-erros-mais-comuns-dos-homens-durante-o-sexo/ https://www.conversadehomem.com.br/6-erros-mais-comuns-dos-homens-durante-o-sexo/#respond Thu, 13 Jun 2019 21:09:46 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=16016 A grande maioria das pessoas gosta de pensar que são excelentes na cama, homens e mulheres, mas a realidade nem sempre é essa. As pessoas não se conectam da mesma maneira com todas as outras, assim como também não se dão bem com todas. Embora muitos homens opinem o contrário, as mulheres gostam tanto de …]]>

A grande maioria das pessoas gosta de pensar que são excelentes na cama, homens e mulheres, mas a realidade nem sempre é essa. As pessoas não se conectam da mesma maneira com todas as outras, assim como também não se dão bem com todas.

Embora muitos homens opinem o contrário, as mulheres gostam tanto de sexo ou até mesmo mais do que eles. O problema é que não é algo agradável com todos os homens, porque nem todos eles são bons na cama com elas.

Isso faz com que muitas mulheres continuem insatisfeitas em suas relações sexuais e acabem perdendo o interesse em fazê-las ou ao menos mantê-las ativas. E ainda que muitos homens se considerem ótimos amantes, infelizmente isso difere muito da realidade.

Como regra geral, os homens tendem a se orgulhar mais do que as mulheres de serem bons na cama, no entanto, existem 6 grandes erros que os homens fazem na hora do sexo. Erros que a maioria comete e que não sabe que realiza.

Você gostaria de saber quais são eles? Para ajudar, aqui você verá cada um deles para que saiba como corrigi-los e se tornar um amante realmente bom, e para que a partir de agora as mulheres que tenham relações sexuais com você apenas pensem em repetir o quanto antes possível.

1. Preliminares ruins

As preliminares são importantíssimas para as mulheres, mas muitos homens não possuem uma grande maestria ao realizá-las. Um homem que sabe o que ele tem que fazer nesse momento faz com que as mulheres queiram ter relações sexuais.

No entanto, é uma arte muito sutil que não precisa ser prolongada para sempre e nem ser rápida demais. Se você fica muito tempo atordoado acariciando a sua parceira e não chegua a nada mais, provavelmente ela termine entediada e a sua excitação diminua ou até mesmo acabe.

Se você é muito agressivo em suas preliminares e elas duram pouco tempo, o mais provável é que apenas você ficou excitado e a penetração não será algo tão agradável para a sua parceira.

A maneira mais simples de saber se você está indo bem com as preliminares é observar o grau de excitação da mulher. Se ela vai aumentando pouco a pouco, significa que a sua parceira já está preparada para o seguinte passo. Se, por outro lado, você perder o interesse, terá que encontrar outras maneiras de recuperá-lo.

Dentro das preliminares, o sexo oral na mulher é altamente recomendado. É muito agradável e prazeroso, mas não faça se ela não tiver vontade. Pode ser que ela não esteja preparada ou sinta vergonha.

2. Os peitos não são a única parte do corpo da mulher que pode provocar excitação

Sem dúvida alguma, um dos erros mais comuns entre os homens é pensar que apertar e manusear os seios das mulheres são ótimas maneiras de preliminares. Nada mais distante de realidade do que isso.

Mesmo que você não acredite, há muitas mulheres que não sentem nem uma gota de excitação quando um homem brinca com os seus seios – e o mesmo acontece com os homens. Há homens que ficam loucos quando sua parceira chupa os seus peitos, e outros que ficam completamente entediados.

As mulheres têm muitos pontos erógenos que você deve saber excitar para ser um bom amante. Nem tudo se resume em “seios e penetração”. Cada mulher é um mundo diferente.

Algumas podem ficar excitadas com beijos no pescoço e mordidas nas costas, outras quando chupam e beijam o seu pulso. Inclusive, há mulheres que ficam simplesmente encantadas quando todo o seu corpo é acariciado de maneira mais máscula.

O que nunca falha com nenhuma mulher é a excitação do clitóris, tanto quando feita com as mãos como com a boca. Sem dúvida, este passo é uma importante preliminar para que ambos curtam um ótimo sexo.

3. Insistir no sexo anal mesmo que ela não queira

Sem dúvida alguma, um dos piores favores que a pornografia fez para os homens foi a pressão que eles acabam fazendo sobre as mulheres para poder praticar o sexo anal.

Em filmes pornô, todas as mulheres parecem ficar loucas com a sodomização – fazer sexo anal independente da outra pessoa querer ou não. Mas a verdade é que não existe nada mais longe da realidade do que isso.

O sexo anal pode ser tão prazeroso quanto o sexo vaginal, mas na grande maioria, a mulher só quer praticá-lo caso tenha um excelente amante.

Não ajuda em nada você arrancar a sua roupa e “ir direto ao assunto”, porque se não é capaz de excitar a zona anal da sua parceira, a penetração acabará sendo muito dolorosa e desagradável.

Se você quer praticar sexo anal e tem muita curiosidade sobre esse assunto, aprenda primeiro a relaxar os esfíncteres da sua parceira, excitá-la e conversar até que ela tenha vontade de fazê-lo.

4. Não avisar à sua parceira quando vai ejacular

Um dos piores costumes dos homens é não avisar a sua parceira quando irá ejacular. Muitas vezes, quando uma mulher está praticando sexo oral com um homem e ele está adorando, se esquece de avisar a ela que o ato está chegando ao fim.

Além de não ser muito higiênico e inadequado, você não pode obrigar a sua parceira a engolir o seu sêmen, ou simplesmente que ela tenha isso na boca só porque você quer.

Pode ser que isso espante a sua parceira ou que ela sinta muito nojo devido ao sabor e textura. Isso é uma decisão que a sua parceira deve tomar. Se ela quer seguir adiante, então sigam, mas nunca a obrigue por falta de aviso.

Sempre é ela quem tem que decidir se quer terminar o sexo oral com o sêmen em sua boca ou continuar te masturbando com as mãos ou qualquer outra parte do corpo, como por exemplo com os seios.

5, Fazer com que a sua parceira se sinta mal porque não chegou ao orgasmo

Há muitos homens e meninos que têm o péssimo hábito de insistir verbalmente para que suas parceiras atinjam o orgasmo. Isso faz maravilhas para algumas mulheres, pois funciona como aquelas palavras picantes, sendo o gatilho perfeito para que elas cheguem aos finalmente, porém, muitas outras se sentem desconfortáveis porque não atingem o orgasmo no tempo que seu parceiro esperava.

Sempre que você faz amor com uma mulher, é importante lembrar que a maioria delas atinge o orgasmo através da estimulação do clitóris; portanto, se você perceber que a penetração não é suficiente, vocês podem tentar algumas posições sexuais nas quais também poderá massagear essa área erógena.

Lembre-se de usar lubrificante ou até a própria saliva para lubrificá-la, e assim a penetração pode ser muito mais agradável. Não se esqueça de que, para algumas mulheres, o contato direto com o clitóris pode ser algo muito potente, tão forte que se torna incômodo, impedindo que elas atinjam o orgasmo.

Nestes casos, é melhor você acariciá-la entre os lábios vaginais ou simplesmente acariciando o clitóris suavemente.

Nunca faça com que ela se sinta desconfortável por demorar um pouco mais. Ela tem que sentir que você a excita e a procura porque gosta de vê-la dessa maneira e porque deseja que ela chegue ao orgasmo.

6. A qualidade é muito mais importante que a quantidade

Os homens são muito “fanfarrões” e gostam de compartilhar com seus amigos as vezes que tiveram relações sexuais.

Ninguém está preparado para sair com uma pessoa que diga a todas as outras que já esteve com várias pessoas ou que já transou tantas vezes.

E não é de se estranhar se pensar que o número de vezes é uma maneira simples de medir a virilidade dos homens. É que quanto mais jovem e potente ele é, mais vezes poderá praticar o ato sexual.

Essas “brincadeiras” de palavras acabam às vezes se convertendo em competições para ver quem está com mais mulheres ou quem fez mais vezes.

Isso é bom para conversas de academia, mas se você quer realmente ser um bom amante, um dos piores erros que pode cometer é dar mais importância à quantidade do que à qualidade. As mulheres preferem apenas uma vez, mas realmente bem feita, do que três que não dizem nada e que são entediantes.

Tome nota e faça com que suas experiências sexuais, mesmo que sejam esporádicas, sejam dignas de um pódio de campeonato. Se você é tão competitivo, não acha melhor colocar todo esse esforço e se concentrar em fazer com que uma mulher, ou até mesmo várias, cheguem ao orgasmo várias vezes?

As mulheres também conversam entre elas sobre sexo e se uma delas descobre que você é bom de cama, isso rapidamente chegará no ouvido de todas, não tenha dúvidas.

Conhecer esses 6 erros mais comuns dos homens durante o sexo é bom para te ajudar a se tornar o melhor amante do mundo.

Você comete algum desses erros mais comuns durante o sexo com certa frequência? O que pretende mudar para ser um cara bom de cama? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
https://www.conversadehomem.com.br/6-erros-mais-comuns-dos-homens-durante-o-sexo/feed/ 0
Mulher Gasta 90 Mil Reais Para se Parecer com Boneca de Porcelana e Ganha Presentes Até do Japão https://www.conversadehomem.com.br/mulher-gasta-90-mil-reais-para-se-parecer-com-boneca-de-porcelana-e-ganha-presentes-ate-do-japao/ https://www.conversadehomem.com.br/mulher-gasta-90-mil-reais-para-se-parecer-com-boneca-de-porcelana-e-ganha-presentes-ate-do-japao/#respond Tue, 11 Jun 2019 20:30:29 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=16023 Uma mulher que está obcecada por parecer com uma boneca de porcelana não poupa nenhuma despesa quando se trata de cuidar da sua imagem. Vestida com um vestido cor-de-rosa com meia altas até o joelho, uma faixa de cabelo de pelúcia que enfeita os seus cabelos louros platinados e cílios postiços, Jade Smith, de 21 …]]>

Uma mulher que está obcecada por parecer com uma boneca de porcelana não poupa nenhuma despesa quando se trata de cuidar da sua imagem.

Vestida com um vestido cor-de-rosa com meia altas até o joelho, uma faixa de cabelo de pelúcia que enfeita os seus cabelos louros platinados e cílios postiços, Jade Smith, de 21 anos de idade, quer se parecer com uma boneca “Lolita” da vida real.

De Wallington, cidade da Inglaterra, Jade Smith estima que já gastou cerca de £10.000 até agora, cerca de mais de 49 mil reais em suas roupas de bonecas, £8.000, mais de 39 mil reais em sapatos, isso sem mencionar o dinheiro extra gasto em acessórios, perucas, chaveiros e brinquedos.

Ela ainda tem um orçamento mensal de £20 para gliter.

Jade usa lentes de contato circulares para aumentar a aparência dos seus olhos e admite que em algumas ocasiões acorda às 4 horas da manhã para ter tempo suficiente para se arrumar.

Ela disse: “Eu gastei cerca de £10.000 apenas em minhas roupas. Normalmente eu as recebo do Japão e da Coréia. Tenho aproximadamente cerca de 40 pares de sapatos e cerca de 40 chaveiros. O dinheiro também entrou na minha coleção de brinquedos”.

Com a sua cama e prateleiras repleta de bonecas da Disney, Hello Kitty e Meu Pequeno Pônei, o quarto dela mais se parece com o de uma garota de 7 anos do que com a de uma mulher adulta.

A boneca humana ainda vive com seus pais e irmãs mais novas, e como nem todos os seus brinquedos e roupas cabem em seu oásis cor de rosa, a casa também está cheia deles espalhados.

Jade disse: “Minha família me chama de acumuladora e eles realmente querem que eu reduza um pouco e me torne mais minimalista. Eles desejam que eu vista algo um pouco mais normal, mas eles simplesmente me aceitam por quem eu sou agora”.

Se ela pudesse fazer o que quisesse, se vestiria desse jeito todos os dias, mas como trabalha como assistente de varejo, ela tem que se conformar com os acessórios cor-de-rosa em seu uniforme de trabalho preto.

“Uma vez eu tive problemas no trabalho por me vestir diferente. Tenho mais de 20 chaveiros no meu celular e ele caiu do meu bolso durante uma mudança”, lembra Jade.

“A única roupa casual que eu possuo são calças jeggings que uso para traballhar”.

Jade, ou princesa Jadette, como é conhecida nas mídias sociais, quer se parecer com uma boneca de porcelana e admite que no futuro gostaria de fazer uma cirurgia plástica para aprimorar a sua aparência.

Ela disse: “Eu provavelmente consideraria fazer uma cirurgia plástica para fazer com que eu me pareça mais jovem quando tiver um pouco mais de idade – Botox, uma cirurgia no nariz, e prossivelmente um lifting facial”.

A aparência da boneca humana atrai muita atenção quando ela está pelas ruas, mas ela diz que gosta de sair em público com suas roupas de bonecas por causa das reações (em sua maioria) positivas que ela recebe.

Ela diz que os transeuntes pedem para tirar uma selfie com ela, pois ela parece ser muito fofa. “Muitas meninas me chamam de princesa e eu tenho que agir como uma de verdade, porque elas não sabem a diferença e eu não quero arruinar a ilusão delas”, diz Jade.

“Muitas pessoas sempre tentam tirar fotos de mim escondidas ou às vezes pedem. É bastante comum que as pessoas gritem coisas para mim. A última foi quando fui chamada de ‘pequena Barbie’. Alguns outros comentários são como ‘você está a caminho do funeral de um palhaço?’ e ‘Não é Halloween, você perdeu.”

“Eu diria para as pessoas que não gostam dessa moda que, se você nunca experimentou, não entenderá. É uma ótima moda para usar e é realmente bom para fazer você se sentir feliz. Porque você pode ser você mesmo. E começa a se divertir e não precisa se preocupar com nada”.

Jade começou a se vestir como uma princesa – ou como ela chama, em estilo Lolita – quando tinha apenas 11 anos de idade e sua mãe a vestia com vestidos delicados.

“Quando eu tinha 11 anos, me interessava muito por anime japonês. Eu comecei a fazer cosplay e em minha primeira convenção descobri a moda Lolita e, a partir daí, só cresceu para o que é hoje”, afirmou Jade.

Ela continua: “Lolita não está relacionada em nada com o romance. É baseado na moda ou estilo dos anos 80 do Japão. Lolita significa ‘jovem”.

Sua aparência não convencional atraiu a atenção dos valentões da escola, e ela estava sujeita a constantes apelidos e até ataques físicos. “Eu era atormentada por tudo: a cor dos meus olhos, a cor do meu cabelo, usar aparelhos, usar óculos. Tudo. Eu não tinha uma saída apropriada para expressar minha criatividade à parte da minha moda e como eu me vestia”, explicou Jade.

“Eles costumavam me bater muito e me chamavam de nomes horríveis. Uma vez alguém até me empurrou das escadas da escola”.

E quanto mais elaborado o seu look ficava, pior era o bullying – mas mesmo quando Jade tentou se vestir como as outras garotas da sua classe, o bullying continuou. “Eu tentei me vestir como eles para que me aborrecessem menos. Mas eles ainda me intimidavam dizendo que eu nunca realmente pertenceria a um deles.”

“Isso destruiu completamente a minha autoconfiança. Quando descobriram os meus sonhos de querer ser modelo, me intimidaram e jogaram comida em mim, dizendo que eu era muito gorda para ser modelo”.

Sua confiança foi quebrada, e então ela encontrou apoio na comunidade cosplay que tanto admira e que não tiravam sarro da sua maneira de se vestir. “Isso me faz sentir feliz porque por toda a minha vida eu sofri bullying e essa é a única moda que faz com que eu me sinta confortável. Eu me sinto segura com este look. As pessoas que também se vestem assim te mantêm segura”.

Além de se vestir com o estilo Lolita, Jade fez fantasias de personagens que ela usa para as convenções de cosplay, incluindo Graco Malfoy, Jessica Rabbit e Cinderela.

A talentosa costureira tem a sua própria máquina de costura e faz muitas roupas elaboradas: Jade estima que já fez mais de 100 peças, incluindo acessórios. O vestido de Cinderela lhe custou cerca de R$2.000,00, tem 14 anáguas e 10 mil diamantes colados individualmente a mão pela própria Jade.

A boneca humana também foi recentemente diagnosticada com fibromialgia – uma condição crônica que causa dor muscular e hematomas em todo o corpo – para o qual ela toma medicação para dor diariamente. “É doloroso viver cada dia”, disse Jade.

Mas as roupas fofinhas e os brinquedos são uma maneira de esquecer da sua condição. “Isso me afeta porque não posso aproveitar tantas coisas como eu gostaria. Às vezes, andar realmente machuca e passo dias deitada na cama sem realmente poder me mexer. Os brinquedos e as roupas me ajudam com isso porque me fazem esquecer da dor que estou sentindo, nem que seja por pouco tempo.”

Ela continua: “Eu não acredito que este seja o caminho para eu me esconder, porque isso para mim é meu verdadeiro eu, e sou eu mostrando para todos o meu lado real. Eu acredito que este é o real por que no meu interior eu sou fofa, bonitinha e só gosto de projetar isso para o mundo”.

Sabemos que esse é um fetiche para muitos homens. Você sairia com uma Lolita como essa? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
https://www.conversadehomem.com.br/mulher-gasta-90-mil-reais-para-se-parecer-com-boneca-de-porcelana-e-ganha-presentes-ate-do-japao/feed/ 0
Estereótipos Sexistas – O Que São e Como Interferem na Sua Vida https://www.conversadehomem.com.br/estereotipos-sexistas-o-que-sao-e-como-interferem-na-sua-vida/ https://www.conversadehomem.com.br/estereotipos-sexistas-o-que-sao-e-como-interferem-na-sua-vida/#respond Wed, 05 Jun 2019 22:03:32 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=16025 Os estereótipos sexistas de homens e mulheres têm um impacto profundo na sociedade. Desde estereótipos sexistas sobre homens em relacionamentos até estereótipos da sexualidade das mulheres, essas atitudes prejudiciais afetam a todos. Devido aos avanços realizados nos últimos anos para estabelecer a igualdade entre os sexos, a sociedade reflete menos atitudes que apoiam a discriminação …]]>

Os estereótipos sexistas de homens e mulheres têm um impacto profundo na sociedade. Desde estereótipos sexistas sobre homens em relacionamentos até estereótipos da sexualidade das mulheres, essas atitudes prejudiciais afetam a todos.

Devido aos avanços realizados nos últimos anos para estabelecer a igualdade entre os sexos, a sociedade reflete menos atitudes que apoiam a discriminação e a desigualdade entre homens e mulheres. A maioria das pessoas defende um ponto de vista que está liberto dos velhos preconceitos sexuais que antes limitavam ao fanatismo racial.

No entanto, apesar de estarem liberados em nossas crenças e atitudes, muitas das ações das pessoas ainda são influenciadas por estereótipos sexistas e equívocos sobre homens e mulheres que são passados de geração a geração.

Apesar de seus valores declarados, um número surpreendente de pessoas se relacionam hoje entre si com base em um estereótipo sexista.

Desde cedo, as pessoas aprendem tudo ao observarem papéis estereotipados que as pessoas em suas famílias assumem. À medida que vão avançando através da escola, essas atitudes são reforçadas pelos seus colegas de classe. Eles também recebem apoio que não são ditos claramente pelos professores e programas educacionais.

A mídia é culpada por explorar as diferenças entre homens e mulheres e de exagerar estereótipos sexistas de ambos os sexos para vender produtos. O sexo é tratado como uma mercadoria a ser explorada com fins lucrativos.

Os resíduos desses preconceitos sexistas em nossas vidas retratam os homens como magistrais, poderosos, paternalistas e pouco comunicativos, ainda que infantis, impotentes e incompetentes.

Essas distorções dos sexos são divisórias e interferem no lado íntimo e amoroso das pessoas. A pressão social exercida por essas atitudes é tão prejudicial para relacionamentos a dois como o preconceito racial é entre as pessoas de diferentes origens étnicas.

Cada estereótipo sexista confunde o pensamento das pessoas sobre as diferenças entre homens e mulheres. Essas atitudes seculares sobressaem as qualidades que distinguem homens e mulheres, e colocam os dois sexos em categorias artificiais.

Estereótipos sexistas comuns dos homens:

  • Os homens são lógicos e racionais;
  • Os homens são duros e poderosos;
  • Os homens têm medo de se comprometerem em um relacionamento;
  • Os homens não têm interesse primário no casamento e na paternidade;
  • Os homens são insensíveis;
  • Os homens estão principalmente interessados em suas carreiras ou vocações.

Estereótipos sexistas comuns das mulheres:

  • As mulheres são intuitivas e sensíveis;
  • As mulheres podem facilmente formar anexos emocionais profundos;
  • As mulheres são infantis e impotentes;
  • As mulheres estão principalmente interessadas em um relacionamento de longo prazo e na paternidade;
  • As mulheres são instáveis e irracionais;
  • As mulheres não têm um interesse primordial em suas carreiras ou vocações.

Quando se olha para a forma como a sociedade vê os homens, e em seguida, em como vê as mulheres, é claro como ela coloca homens e mulheres uns contra os outros.

A feminista, especialista em ética e psicóloga americana Dra. Carol Gilligan descreveu os estereótipos culturais de homens e mulheres da seguinte maneira:

Alguns estereótipos sexistas que enfrentam homens e mulheres incluem:

  • Os homens são duros e poderosos, não são desamparados e infantis como as mulheres;
  • As mulheres são sensíveis e intuitivas, não insensíveis e sem sentimentos como os homens;
  • Os homens são lógicos e racionais, não são desatentos e irracionais como as mulheres;
  • As mulheres facilmente se apegam emocionalmente de maneira profunda, elas não sentem medo de se comprometerem em um relacionamento ou criar um vínculo como os homens sentem;
  • Os homens estão principalmente interessados em suas carreiras ou vocações. Esses não são interesses secundários como acontece no caso das mulheres;
  • As mulheres estão principalmente interessadas em um relacionamento de longo prazo e na maternidade; esses não são interesses secundários como são para os homens.

Como um estereótipo afeta a sexualidade?

Existem estereótipos entre homens e mulheres que pertencem especificamente à sexualidade. A sociedade vê um homem que não cumpre com esses estereótipos com suspeita. “O que há de errado com esse cara? Ele não tem bolas?”. Uma mulher que não cumpre com esses estereótipos é castigada. “Larga mão dessa puta! Ela é uma ninfomaníaca.”

Os estereótipos sobre homens e mulheres que pertencem à sexualidade incluem:

  • As mulheres não são interessadas em sexo;
  • As mulheres não são tão sexualmente ativas e não pensam sobre sexo tanto quanto os homens;
  • Os homens são mais aleatórios e querem mais variedade do que as mulheres;
  • Os homens são mais sexuais do que as mulheres;
  • As mulheres não estão interessadas em um encontro sexual casual. Elas só querem ser sexuais se estão apaixonadas pelo homem;
  • As mulheres são basicamente monogâmicas;
  • Os homens são mais sexualmente agressivos e mais sexualmente orientados do que as mulheres;
  • Os homens têm mais experiências e fantasias sexuais do que as mulheres;
  • Os homens são impessoais em seus encontros sexuais; eles se relacionam com as mulheres com objetivos sexuais;
  • As mulheres são mais passivas sexualmente e não querem sexo tanto quanto os homens.

Desmascarando um estereótipo sexista

Na verdade, homens e mulheres são mais parecidos do que diferentes. Ambos têm essencialmente os mesmos desejos na vida e buscam os mesmos tipos de satisfações entre si. Ambos querem sexo, amor, carinho, sucesso, dignidade e autorrealização.

Todos querem ser reconhecidos primeiro como indivíduos únicos e depois como homens e mulheres.

Como um estereótipo afeta a sexualidade?

  • A maioria das mulheres e homens estão interessados em negócios, finanças, ideias científicas, questões mecânicas, políticas e ideias abstratas;
  • A maioria das mulheres e dos homens encontram satisfação em ter uma carreira ou vocação;
  • A maioria dos homens e das mulheres são emocionais e emocionalmente expressiva. A maioria também luta com suas defesas contra seus sentimentos;
  • A maioria das mulheres e homens desejam uma relação sexual que inclui a intimidade emocional e física;
  • A maioria dos homens e mulheres estão interessados em atividades domésticas, como criação infantil, design, moda e cozinha;
  • A maioria dos homens e mulheres sentem um forte desejo de uma relação duradoura com o sexo oposto;
  • A maioria dos homens e mulheres tem um desejo muito forte de se apaixonar um pelo outro;
  • A maioria dos homens e mulheres colocam importância em sua identidade como pessoa sexual;
  • A maioria das mulheres e homens tem um forte interesse em procriação e parentalidade.

Você tem um estereótipo sexista de si mesmo?

Infelizmente, homens e mulheres fazem suas compras de acordo com as visões estereotipadas de si mesmos. Como resultado, eles não são apenas vítimas desses preconceitos, mas são conspiradores perpetuando as próprias atitudes que são destrutivas e os limitam em suas vidas e relacionamentos.

Os homens compram a crença de que são mais fortes, maiores e melhores, enquanto as mulheres adquirem a crença de que são mais fracas, mais frágeis e menores. Eles trazem essas distorções em seus relacionamentos para que o homem seja o herói e a mulher seja salva.

Infelizmente, para todas as partes interessadas, homens e mulheres devem, então, conduzir suas vidas para preservar essas ilusões. Ele deve ser o melhor o tempo todo. Não pode vacilar, se assustar ou sentir insegurança. Ela deve ser submissa e menor. Ela não pode ser poderosa, auto-suficiente ou independente. Homens e mulheres devem manipular uns aos outros para preservar essas ilusões.

Os homens desenvolvem a vaidade para manter sua superioridade. Assim, eles exigem uma construção irreal das suas parceiras de serem melhores do que todos os outros homens e preferidos em todos os momentos.

As mulheres desenvolvem uma abordagem vitimada para a vida, a fim de manter sua impotência. Portanto, em vez de se afirmarem para alcançar seus objetivos, elas manipulam seus companheiros com manobras indiretas, como fraqueza, desamparo e emocionalidade.

Homens e mulheres estão traindo a si mesmos quando adotam essas abordagens defensivas em seus relacionamentos. Quanto mais um homem se baseia na acumulação da vaidade, mais ele rejeita a parte de si mesmo que é sensível e vulnerável.

À medida que essa divisão entre ele se torna maior, ele se torna cada vez mais alienado dentro de si mesmo. Quanto mais uma mulher se baseia em manipulações indiretas para atingir seus objetivos, mais ela rejeita a parte de si mesma que é forte e poderosa. À medida que a divisão dentro dela se torna maior, ela se torna cada vez mais alienada dentro de si mesma.

Assim que, a melhor coisa que todas as pessoas, homens e mulheres, devem fazer para se sentirem mais satisfeitos consigo mesmos e mais felizes é acabar de uma vez por todas com os estereótipos sexistas.

Você já tinha ouvido falar dos estereótipos sexistas? Concorda com todos da lista? Tem algum estereótipo sexista de si mesmo? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
https://www.conversadehomem.com.br/estereotipos-sexistas-o-que-sao-e-como-interferem-na-sua-vida/feed/ 0
O Que Fazer Quando sua Parceira Tem Menos Vontade de Transar do que Você Gostaria https://www.conversadehomem.com.br/o-que-fazer-quando-sua-parceira-tem-menos-vontade-de-transar-do-que-voce-gostaria/ https://www.conversadehomem.com.br/o-que-fazer-quando-sua-parceira-tem-menos-vontade-de-transar-do-que-voce-gostaria/#respond Thu, 30 May 2019 20:31:21 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=15973 Existem casais que têm uma ótima vida sexual, mas a maioria de nós normalmente começou um relacionamento por outros motivos e não somente pelo bom desempenho sexual do casal. O sexo ainda pode ser considerado um tabu quando não tratado da maneira correta, e discutir todos os aspectos dele com sua parceira pode ser a …]]>

Existem casais que têm uma ótima vida sexual, mas a maioria de nós normalmente começou um relacionamento por outros motivos e não somente pelo bom desempenho sexual do casal.

O sexo ainda pode ser considerado um tabu quando não tratado da maneira correta, e discutir todos os aspectos dele com sua parceira pode ser a chave para resolver muitos problemas – inclusive quando a libido de vocês não está tão compatível assim.

Consultamos uma terapeuta sexual e essa foi a principal dica dada por ela, mas existem ainda outras maneiras de evitar que a falta de libido seja um problema no seu relacionamento – ou de consertar isso caso já esteja acontecendo.

É claro que no início de uma relação a vida sexual do casal está a todo o vapor, e não há como esperar que esse período de “lua de mel” dure a vida inteira (até porque vocês têm de trabalhar e se dedicar a outras coisas, certo?). Então, o que fazer quando as suas expectativas sexuais não estão sendo atendidas e você se sente frustrado quanto a isso?

Normalmente, o tempo começa a minar relacionamentos mais duradouros, mas se você tem certeza de que vale a pena o esforço para estar com a pessoa certa, existem diversas maneiras de driblar o comodismo. O sexo é parte importante de um relacionamento e normalmente sabemos que o relacionamento está saudável quando o sexo também está.

Cada indivíduo tem sua própria libido e ela pode responder a diferentes acontecimentos da vida, o que significa que, durante um relacionamento, a libido poderá aumentar ou diminuir, o que pode resultar em conflitos e muita frustração sexual.

É preciso também esquecer o estereótipo de que as mulheres têm uma libido menor do que os homens, uma vez que o contrário também acontece bastante e é perfeitamente normal. Temos que nos acostumar ao fato de que não existem regras quanto ao aumento ou diminuição da nossa vontade de fazer sexo.

Voltando à prática, a terapeuta sexual americana Denise Knowles esclareceu que existem saídas para lidar com o desencontro de libidos, evitando que o fim do relacionamento aconteça por frustrações sexuais.

O primeiro passo

Converse com a sua parceira. Se vocês ainda não são um casal que discute abertamente e de maneira tranquila questões sexuais, está na hora de dar esse passo e ter em mente que falar sobre sexo só torna a relação mais prazerosa, uma vez que ambos estarão mais atentos ao que o parceiro espera na cama. Conversar é essencial para melhorar o desempenho sexual e chegar à performance desejada na cama.

Ainda que algum cuidado tenha que ser tomado em relação ao que será dito para a parceira e vice-versa, é importante ser sincero e tentar expor suas fantasias, vontades e desejos com calma, e a partir daí ter uma ideia do quão aceitas elas serão.

Muitos têm medo de se expor acreditando que a parceira ficará magoada ou achará algo estranho, mas quando o casal já possui um nível maior de confiança, alguns passos a mais podem ser dados e a melhor surpresa quanto a isso é que sim, vocês podem começar a fazer coisas inesperadas na cama, justamente porque agora vocês sabem que isso é permitido e bem aceito no íntimo do casal.

Descubra se o sexo é realmente o problema

Às vezes estamos em uma época da vida em que só queremos chegar em casa após um dia de trabalho e comer alguma besteira enquanto assistimos a nossa série preferida na Netflix, e não há nada de errado em ter esse momento. Porém, se existe algo incomodando você ou sua parceira na hora e se você já percebeu que o sexo do casal não anda muito bem, é hora de tentar prestar atenção à vida que vocês levam, em vez de decretar de uma vez que vocês precisam comprar um kama sutra para tentar inovar na cama.

Muitas vezes os problemas da vida de casal acabam respingando no sexo, e o que está acontecendo é que o real problema não é sexual, mas sim a quantidade de coisas que não é discutida entre vocês. Podem ser problemas relacionados a trabalho, dinheiro, aos filhos, ou a outras questões emocionais de ambos, e talvez o sexo esteja ali, bom como sempre, mas um de vocês ou até mesmo os dois não estão conseguindo deixar os problemas de lado para se concentrar na cama.

Fique atento a essa possibilidade e tente resolver o que está atrapalhando a boa relação sexual a que o casal estava acostumado.

Descubra o que fisicamente está atrapalhando o casal

Você pode não ter relacionado uma coisa à outra, mas a saúde física está intimamente ligada ao desempenho sexual, e é comum que sua libido esteja em constante mudança de acordo com sua energia, estresse, hormônios e saúde em geral.

Se você ou sua parceira têm levado uma vida muito sedentária, isso pode estar atrapalhando a vida sexual de vocês. Investir em exercícios pode mudar bruscamente a libido de uma pessoa, e é comum que após começar a se exercitar, sua vontade de transar aumente. Levar uma vida mais saudável pode ajudar bastante a melhorar sua vida sexual.

Por outro lado, uma vida de excessos de álcool e festas, por exemplo, pode levar a um desempenho sexual bem abaixo da média, uma vez que se você gasta toda sua energia durante o final de semana, como espera estar bem para uma boa relação sexual?

É claro que existem pessoas mais sensíveis a mudanças de libido de acordo com seu físico e outras menos propensas a isso, mas é de extrema importância que você esteja atento a como sua vida está refletindo na sua vida sexual, tentando descobrir um equilíbrio entre elas. Fique atento a isso quanto a sua parceira e traga também esse tópico à conversa. Pode ser algo físico que esteja atrapalhando o relacionamento de vocês na cama.

Descubra o que emocionalmente está atrapalhando o casal

Se o emocional de uma pessoa não está muito bom, ela provavelmente não irá conseguir se concentrar no sexo, e isso é muito mais comum do que se imagina.

Se você parar para pensar, com certeza você já esteve no meio de uma relação sexual ruim porque estava com a cabeça em todos os lugares, menos naquele momento. Ter um orgasmo depende bastante de como você está se sentindo no momento, e isso vale para ambos os sexos. Se você está preocupado com aquela planilha errada no trabalho ou com a conversa que teve com a sua avó no dia anterior, acredite, vai ser muito difícil chegar lá e o sexo vai deixar a desejar.

Além dessas preocupações do dia-a-dia, é preciso perceber se você ou sua parceira não estão passando por algum momento de grande estresse, ansiedade, depressão ou até mesmo frustrações sexuais muito grandes que, adivinhe, estão contribuindo para que a relação sexual de vocês seja pior ainda.

Talvez você ou sua namorada tenham passado por algum problema relacionado a suas habilidades sexuais no passado. Você ou ela podem estar se achando insuficientes em algum momento do sexo e se culpando pela má atuação sexual, quando, na verdade, vocês só estão desajustados e precisam deixar as críticas negativas ou traumas do passado justamente lá, no passado, concentrando-se em ser bons de cama agora, nesse momento, para vocês dois.

Existem diversos problemas emocionais pelos quais você ou sua parceira podem estar passando, e se vocês não conseguem conversar um com o outro, tentem talvez conversar com amigos ou família, resolvendo isso primeiramente em seu íntimo, para depois melhorar o íntimo do casal.

Se conversar não for capaz de resolver o problema de vocês, uma das opções oferecidas pela terapeuta sexual é tentar fazer um cronograma sexual para o casal. Sabemos que transar com hora marcada não é lá muito legal ou empolgante, mas quando as coisas não vão bem, às vezes medidas urgentes são necessárias.

Tentem fazer um cronograma sexual que agrade os dois e que seja possível para ambos. Esse cronograma irá consistir em apenas ir para a cama e tentar ter um momento bom com a sua parceira, e o melhor sobre ele é que vocês não se sentirão pressionados ou ficarão se perguntando se o outro está a fim ou não, e com o tempo vocês estarão aproveitando muito mais do que foi acordado inicialmente.

Experimentando outras coisas no sexo e melhorando a intimidade do casal

Outro problema comum entre os casais que estão frustrados sexualmente é que muitos deles já têm muito bem definido o que é sexo para eles, e é preciso ter em mente que sexo é algo aberto, que pode sempre mudar e que é bom inovar na cama de vez em quando.

Investir em preliminares, tentar algo diferente, fazer algo que o casal nunca tentou mas sempre quis, investir na masturbação como forma de “brincadeira” e de aprender um pouco mais sobre o outro, passar um bom tempo beijando sua parceira e curtindo o momento sem que isso tenha que terminar em sexo todas as vezes… Tudo isso conta muito para melhorar a experiência sexual do casal.

Acima de tudo, tente lembrar sempre que a vida não é uma festa sexual como muitos dos seus amigos fazem parecer, e que na verdade muitos deles não fazem nem metade do que falam. Sexo é algo que deve ser feito quando se tem vontade e não por alguma obrigação. É um mito que os homens tenham uma libido sempre alta, e na verdade homens se sentem tão desmotivados sexualmente quanto mulheres e não há nada de errado nisso.

O mais importante é estar sexualmente feliz e fazer sua parceira sexualmente feliz e não querer acima de tudo contar alguma vantagem na roda de amigos.

Você está infeliz com a sua vida sexual com a sua parceira? Acredita que poderiam transar mais vezes na semana? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
https://www.conversadehomem.com.br/o-que-fazer-quando-sua-parceira-tem-menos-vontade-de-transar-do-que-voce-gostaria/feed/ 0
Como Conseguir a Ejaculação Feminina https://www.conversadehomem.com.br/como-conseguir-a-ejaculacao-feminina/ https://www.conversadehomem.com.br/como-conseguir-a-ejaculacao-feminina/#respond Mon, 27 May 2019 20:12:07 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=16021 Muitas vezes as pessoas chegam a duvidar da existência da ejaculação feminina, já que na sociedade as pessoas estão condicionadas pelo que é considerado relativamente “normal”, e assim, elas não se centram nestes pequenos detalhes. Assim como o ponto G nas mulheres, a ejaculação feminina também foi descoberta. As mulheres produzem uma descarga vaginal no …]]>

Muitas vezes as pessoas chegam a duvidar da existência da ejaculação feminina, já que na sociedade as pessoas estão condicionadas pelo que é considerado relativamente “normal”, e assim, elas não se centram nestes pequenos detalhes.

Assim como o ponto G nas mulheres, a ejaculação feminina também foi descoberta. As mulheres produzem uma descarga vaginal no momento em que ficam excitadas e tudo isso lubrifica as paredes vaginais e as prepara para a penetração no momento do sexo para que não seja dolorosa.

Porém, vários estudos realizados foram capazes de comprovar que muitas mulheres, além de segregar essa lubrificação, também desprendiam um líquido através da uretra no momento da relação sexual. A questão é que, como você pode imaginar, este líquido não é urina, é uma ejaculação e não uma simples lubrificação, como dito anteriormente.

Além disso, as pesquisas contrastadas dizem que ao ejacular quando se tem um forte orgasmo, as mulheres têm a sensação de urinar, e é por isso que por muitas vezes elas não se deixam levar, devido ao medo.

Quando os casais vivenciam a ejaculação feminina, percebem que essa secreção não cheira a urina, e quando molha os lençóis, nota-se que a lubrificação e a descarga vaginal foi tão grande que não foram consequência de estarem contidas no momento de irem ao banheiro.

Mas é importante dizer que nem todas as mulheres podem alcançar a ejaculação feminina, mas pode ser que esse número seja muito maior do que as que acreditam que possam, já que, como dito anteriormente, elas não se permitem e se contêm no momento de ejacular, seja sozinha ou acompanhada.

Se fosse um caso de retenção de urina, é hora de descartar essa hipótese. Basicamente porque a mulher ainda não sabe como fazer.

Neste artigo, você verá algumas técnicas para fazer com que a sua parceira tente ejacular e não perca mais nada dessa sensação de prazer incrível. Ela aprenderá a conhecer o seu corpo e a viver o sexo sem tabus, que é assim como ele deve ser tratado.

Quando uma mulher ejacula, ela aproveitará ainda mais o sexo como você. Assim, prepare-se para entrar nessa aventura com ela.

Para começar, você deve explorar todo o corpo da mulher, e inclusive incentivá-la a se masturbar para que conheça bem o seu corpo e saiba o que realmente lhe proporciona prazer.

Se você ou sua parceira têm preconceito com a masturbação feminina, é hora de acabar de uma vez por todas com eles, pois só assim poderão chegar ao máximo do prazer sem que ela se sinta culpada.

Instruções para alcançar a ejaculação feminina

1. Se você está com a sua parceira, o ideal é começar com alguns beijos, já que para as mulheres os beijos as excitam demais e é o momento ideal para criar um momento mais íntimo e começar a se unir. Você poderá mesclar alguns beijos macios e outros apaixonados. De vez em quando, alguns com língua e brincar com a sua parceira.

Quando a sua parceira estiver sozinha, diga a ela para se olhar no espelho e ir acariciando o seu rosto e pescoço dizendo algumas palavras agradáveis ou apenas olhando para si mesma, como nunca fez.

Ao se masturbar, a mulher passa a conhecer melhor o seu corpo e o que realmente lhe dá prazer. Muitas vezes ela acaba descobrindo pontos de prazer que nunca imaginou que existia.

2. Uma massagem sensual é ideal para continuar com a brincadeira, acariciando cada centímetro da pele suavemente e com movimentos longos. Mantenha contato tátil e apaixonado sem chegar à vagina, pois assim estará incentivando a sua parceira a chegar ao momento mais erótico.

3. Agora com a sua mão, coloque os seus dedos em cada lado da vagina, abra com suavidade, com os dedos vá abrindo os lábios e então vá massageando e esfregando lentamente toda a área com movimentos circulares à direita. Esfregue e estimule por cima com todos os dedos da mão ainda que utilize mais uns do que os outros. Faça isso por alguns minutos, até sentir que os dedos estão começando a ficar molhados.

4. Então, coloque o dedo do meio da mão direita em meio à abertura da vagina enquanto a acaricia suavemente, e enquanto faz isso em sua parceira, poderá beijar e acariciar com suas mãos e boca a sua parceira, tanto na boca, nos peitos, ou a área que tiver vontade e que ela goste. Não esqueça de fazer com que a sua parceira se sinta confortável para poder curtir todo o prazer possível.

É importante que vocês tenham uma boa comunicação, e se em algum momento ela não gostar de algo, é essencial que exista a confiança entre vocês para que ela possa ir direcionando o momento.

5. O seu dedo é então inserido na vagina até o ponto G (se você ainda não souber exatamente onde fica esse ponto, é o momento ideal para procurá-lo). Faça a massagem de forma circular, mas sem apertá-la, porque deve-se evitar qualquer tipo de desconforto ou dor, e depois de alguns segundos, poderá introduzir outro dedo, o que achar melhor, e continue o movimento por alguns minutos.

6. É importante adicionar outros movimentos depois de ter atingido este ponto, e esses movimentos são: use seus dedos e dobre-os para cima até atrás da palma da mão tocando a parede superior da vagina e a área do ponto G.

Outro movimento para fazer em seguida é enganchar os dedos ao osso púbico e pressionar o ponto G com um movimento vibratório de dentro para fora sem deixar de pressionar. O terceiro movimento é deslizar para frente e para trás os dedos sobre essa área do ponto G.

7. A sua parceira irá sentir uma série de contrações nas paredes vaginais, já que ela estará desencadeando um orgasmo vaginal, ainda que o tempo varie de acordo com cada pessoa. Pode ser 2 minutos ou 10 minutos. Se ela realmente quer ejacular, é essencial que você continue estimulando-a.

Será um poderoso e profundo orgasmo vaginal, e mesmo que ela não consiga ejacular logo na primeira vez, terá uma sensação incrível.

Se ela ficar concentrada no fato de que tem que ejacular, é muito provável que não consiga, pois ficará mais focada nesse pensamento do que em desfrutar da masturbação do seu corpo e do prazer que está experimentando. Ela só precisa se deixar levar e sentir o máximo prazer possível. É o momento dela

O que você precisa para proporcionar a ejaculação feminina à sua parceira?

  1. Um lugar confortável;
  2. Intimidade;
  3. Prática.

Dicas para obter a ejaculação feminina

  • Quanto mais prática você tiver, e quanto mais a sua parceira conhecer o seu corpo, menos custará que ela atinja a ejaculação feminina.
  • Nem todas as mulheres ejaculam, mas com esta técnica ela poderá alcançar orgasmos mais fortes, além de você e ela poderem adaptá-la ao corpo dela e à sua maneira de sentir.
  • Não fiquem obcecados, já que muitas mulheres ejaculam apenas ao tocarem o seu clitóris, mas a sua parceira pode não ser uma delas. Também pode acontecer uma vez e depois demorar um pouco para acontecer de novo.
  • Diga a ela para não ter medo, porque irá sentir algo estranho que nunca experimentou. Sempre há uma primeira vez.
  • Ela não deve ter medo se urinar pela primeira vez, isso pode acontecer, mas é algo normal e corriqueiro. Não se contenha e curta esse momento com todas as forças.
  • Se ela não se sente totalmente confortável com você e consigo mesma, é impossível chegar à ejaculação feminina. A primeira coisa é se amar.

O importante é explorar, e se não encontrar o ponto G, não tem problema, aproveite e curta o momento. Quando os dois estiverem totalmente concentrados no prazer que estão sentidos, a ejaculação feminina virá.

Você já presenciou alguma vez a ejaculação feminina? Tem vontade de fazer sua parceira chegar lá? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
https://www.conversadehomem.com.br/como-conseguir-a-ejaculacao-feminina/feed/ 0
Como Fazer Com Que Uma Mulher Goze https://www.conversadehomem.com.br/como-fazer-com-que-uma-mulher-goze/ https://www.conversadehomem.com.br/como-fazer-com-que-uma-mulher-goze/#respond Mon, 20 May 2019 17:38:35 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=16013 VVocê já se perguntou por que é tão difícil fazer com que uma mulher goze? Esta é uma questão que os homens muitas vezes se perguntam, já que nem todos (muito menos a maioria) sabem como fazer uma mulher gozar. Mas por que é tão difícil fazer uma mulher gozar? E ainda mais, como efetivamente …]]>

VVocê já se perguntou por que é tão difícil fazer com que uma mulher goze? Esta é uma questão que os homens muitas vezes se perguntam, já que nem todos (muito menos a maioria) sabem como fazer uma mulher gozar.

Mas por que é tão difícil fazer uma mulher gozar? E ainda mais, como efetivamente uma mulher ejacula?

A resposta é muito simples: porque você não sabe como. Isso mesmo, na vida real, não é tão difícil fazer uma mulher gozar, você só precisa saber como estimulá-la, onde e como fazer, porque o orgasmo da mulher não é tão difícil de alcançar.

Na verdade, os orgasmos das mulheres tendem a ser mais poderosos e prolongados do que os dos homens. Acontece que, quando se trata de estimulá-las, você nem sempre sabe como é, e isso muitas vezes ocorre porque está com a cabeça cheia de ideias que surgiram da pornografia e acredita que, como nos filmes pornô, é dessa mesma maneira que você deve fazer na vida real.

Mas isso é um erro muito grave. A pornografia é ficção, e assumir que o que você assiste é o que funciona na vida real não faz sentido algum. Para provocar um bom orgasmo numa mulher, é necessário trabalhar mais com ela.

Além disso, não se deve generalizar os gostos – o que uma gosta não necessariamente é o que a outra gosta, e os homens geralmente cometem o erro de repetir com uma parceira o que a sua ex gostava, ou o que viram em um filme pornô ou as pessoas o aconselharam.

Às vezes é por causa desses erros que é muito difícil fazer com que uma mulher chegue ao êxtase, e se este for o seu caso, não se preocupe, aqui você verá uma maneira excelente e muito eficaz para que a sua parceira tenha muitos orgasmos e aproveitar o melhor sexo de sua vida.

Instruções para fazer que uma mulher goze

Para que uma mulher grite bem alto (e de verdade), você deverá deixá-la muito excitada, só assim ela irá esquecer aquele monte de fantasia maluca que aprendeu na televisão para aprender o que realmente a excita.

Existem mulheres que são mais tímidas do que outras, seja devido à sua educação, cultura ou por complexos pessoais, e por isso elas não sentem vontade de expressar os seus desejos ou gostos sexuais. É por isso que será necessário que você explique que existe confiança entre vocês dois, que você não falará sobre suas intimidades e que ela pode falar tranquilamente o que gosta.

– Não se esqueça de falar durante o sexo

Há certas coisas que realmente excitam uma mulher, e o som é uma dessas coisas. Por exemplo, sua voz dizendo coisas no ouvido dela pode excitá-la muito, e você poderá usar desde palavras bonitas até a linguagem mais “suja” que você puder imaginar.

Isso mesmo, vários estudos psicológicos e científicos, incluindo um estudo realizado em 2013, revelaram que a diferença entre a percepção do som entre um homem e uma mulher é diferente. As mulheres podem ficar ainda mais excitadas ao ouvir ruídos ou palavras do que por outros tipos de atividades sexuais ou estímulos.

Ao contrário disso, os homens são mais propensos aos estímulos visuais, e é por isso que eles assistem mais pornografia do que as mulheres.

– Sua garota tem um corpo inteiro e não apenas uma vagina

Parece até absurdo ter que fazer esse aviso, mas há homens que pensam que a única maneira de fazer com que a mulher goze é através da penetração.

Entenda uma coisa, menos de 20% das mulheres atingem o orgasmo apenas com a penetração vaginal. Então, se a sua parceira diz que ela só gozou devido à penetração vaginal, tenha em mente que há 80% de chance de ela ter fingido – sem querer ofender.

Para alcançar o orgasmo é necessário a estimulação do clitóris e em muitos casos, de outras zonas erógenas, isso inclusive quando houver simultaneamente a penetração.

Se a sua parceira gosta que você a toque nos peitos, os acaricie ou morda, ou o que gosta mesmo é da estimulação anal, não tenha medo de fazer nada desde que ela esteja de acordo e aproveite.

As mulheres podem ser despertadas de muitas maneiras diferentes, carícias e beijos são fundamentais, não apenas nas preliminares, mas durante toda a atividade sexual.

Se você perceber que a sua parceira respira cada vez mais rápido enquanto você a beija, aumente a intensidade do carinho, da “pegação”, porque isso ocorre provavelmente porque ela está cada vez mais excitada.

Há mulheres que gostam de tapas na bunda e chicotadas, já outras gostam apenas de beijos e carícias, enquanto existem aquelas que gostam de massagens por todo o corpo. Não tenha medo de fazer coisas novas ou ser um pouco mais rude ou dependendo do momento, terno, o importante é que ela esteja entusiasmada com isso.

Lembre-se de que enquanto for algo consensual e não seja um crime, tudo é possível!

– Não tenha medo de perguntar

Outro grande erro dos homens é não perguntar. Muitos acreditam que perguntar o que a sua parceira gosta significa demonstrar um sinal de debilidade e de falta de virilidade ao fazer sexo. Este é um erro terrível.

Pergunte à sua parceira o que ela gosta, o que ela quer, com o que ela fantasia, qual a sua fantasia mais picante e até onde ela quer chegar. Conversem, negociem e entrem em comum acordo sobre quais práticas ambos estão dispostos a realizar, provar e desfrutar. Ao fazer isso, ela irá se sentir mais confiante e se excitará mais rapidamente.

– Lembre-se do ponto G

Isso é fundamental para aqueles que querem proporcionar um bom orgasmo para a sua parceira. Todas as mulheres têm uma área particularmente sensível dentro da vagina, que é melhor estimulada através da masturbação.

Esta área é uma extinção do clitóris (sim, o clitóris não é apenas um pequeno botão, mas um órgão mais extenso).

Se você estimular essa área na sua parceira muito excitada e lubrificada tentando fazer movimentos rítmicos e com ligeiras pressões na parte da frente de vez em quando, poderá estimular e gerar um orgasmo, especialmente se também estimular a zona externa do clitóris ou outras partes do corpo. Com a prática, também poderá gerar a ejaculação feminina.

– Não fique bitolado

Você também não precisa ficar preso em uma mesma coisa. Algumas pessoas têm o mau hábito de se “bitolarem” na hora de ter relações sexuais. O que isso significa?

Significa que há pessoas que quando percebem que a outra pessoa gosta de uma coisa, ela repete sempre, até que isso fica chato e previsível. Não faça isso! As coisas podem variar, e inclusive mudam.

Então, mesmo que a sua parceira esteja se divertindo muito, ela pode ficar ansiosa esperando que você continue ao esperar que siga fazendo algo mais que ela também gosta.

– Faça o que quiser e não seja egoísta

Como você já deve saber, é preciso que os dois curtam o sexo, por isso, dedique parte da sua atividade sexual a satisfazê-la. Não se dedique apenas em se satisfazer – esta é a coisa mais desagradável e egoísta que um homem pode fazer, dedicar-se ao seu próprio prazer usando a sua parceira, em vez de aproveitar e compartilhar o prazer com ela.

Se você perceber que ela gosta de algo que você está fazendo, continue. Permita que ela desfrute.

– Esqueça as ideias pornográficas

A pornografia é para excitar, essa é a sua única função. Não use isso como fonte de inspiração para estimular sua parceira, porque, ao menos que ela esteja interessada nisso, as coisas que acontecem na pornografia geralmente falham quando são aplicadas com uma mulher na vida real. Não é assim que as coisas funcionam.

Não se esqueça de que quanto mais confiança a mulher sentir em você e em si mesma, mais fácil será para ela se excitar. Faça elogios, isso sempre funciona para ajudar a relaxar o momento e para excitar.

Também não seja muito rápido. As brincadeiras anteriores, as conversas  e algumas piadas também são uma grande ajuda para criar uma atmosfera de confiança.

Dicas para fazer com que uma mulher goze

Outro conselho muito importante é que você mantenha sempre uma boa higiene. A maioria das mulheres gostam de homens limpos. Então, tome um banho, limpe bem as suas unhas, use roupas limpas e cheirosas e use perfume. Não fique sujo!

Cuidando da sua higiene, você não só evitará doenças, mas fará um sexo muito mais agradável.

Não se esqueça de usar lubrificante à base de água para melhorar a sensação das carícias, masturbações e penetrações, especialmente se ela não lubrificar muito. 

Siga essas dicas e faça com que uma mulher goze.

Você costuma conseguir fazer sua parceira gozar? O que acha que precisa melhorar para ter uma melhor performance nesse sentido? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
https://www.conversadehomem.com.br/como-fazer-com-que-uma-mulher-goze/feed/ 0
Como Fazer uma Massagem Tântrica Erótica https://www.conversadehomem.com.br/como-fazer-uma-massagem-tantrica-erotica/ https://www.conversadehomem.com.br/como-fazer-uma-massagem-tantrica-erotica/#comments Mon, 13 May 2019 21:31:18 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=15984 Hoje você irá aprender as formas básicas de um tipo de massagem com um final feliz que com certeza não está acostumado. O objetivo é conhecer os segredos do tantra para assim extrair as técnicas mais simples que podem oferecer relaxamento e sensualidade (quem sabe até mesmo uma nova sensação orgásmica) ao seu relacionamento. Liberte-se …]]>

Hoje você irá aprender as formas básicas de um tipo de massagem com um final feliz que com certeza não está acostumado.

O objetivo é conhecer os segredos do tantra para assim extrair as técnicas mais simples que podem oferecer relaxamento e sensualidade (quem sabe até mesmo uma nova sensação orgásmica) ao seu relacionamento. Liberte-se do estresse e abra a sua mente para um prelúdio sexual e um maior conhecimento do erotismo: a massagem (erótica) tântrica.

Talvez você possa ter achado esse “erótica” entre parênteses um pouco estranho… O sentido não é outro se não apontar que aqui você verá informações sobre a versão erótica, porque nem todas as massagens tântricas se concentram no erotismo, embora em todas você irá encontrar conceitos de amor e respeito.

Como já foi destacado anteriormente, para o sexo tântrico é necessário tanto relaxamento quanto concentração, assim como conhecimento específico sobre áreas anatômicas (além de acreditar na filosofia que o acompanha).

De fato, toda pessoa que queira abordar esse estilo de vida íntima deve aprender a localizar e entender a peculiaridade transcendental dos chakras, ou centros de energia do corpo humano.

Os Chakras

1. Chakra Básico

O Chakra Básico está entre os órgãos genitais e o ânus (períneo). Ele é o centro anatômico relacionado à sobrevivência. Quanto menos energia flui por ele, mais inseguranças a pessoa sentirá.

2. Chakra Sacro ou Sexual

Localizado no cóccix e órgão sexuais, este chakra está associado ao prazer erótico e sensual, como um primeiro passo mais além do estritamente material.

3. Chakra Umbilical

Está entre a boca do estômago e o umbigo. De acordo com o Tantrismo, o fluxo livre de energias neste chakra permite que as pessoas se libertem dos seus desejos de controle, permitindo a pacificação de suas emoções.

4. Chakra Cardíaco

Bem do lado oposto ao coração (na parte esquerda das suas costas) está o chakra cardíaco, que está associado ao sentimento de ternura. Algo que provavelmente o mundo lógico ocidental se esqueceu: a compreensão do outro.

5. Chakra Laríngeo

O chakra laríngeo está logo atrás da laringe, e entende-se que este é o centro que emana a energia criativa e comunicativa.

6. Chakra Frontal

Também conhecido como chakra do terceiro olho, ele está localizado entre os olhos, entre as sobrancelhas. O seu fluxo de energia libera pensamentos e desencadeia a imaginação. Não é à toa que é considerado o centro da lógica.

7. Chakra Coronário

É um centro que sai do corpo, acima da coroa. Representa o fim do caminho vital e o encontro com a iluminação.

Após ter visto um pouco sobre o transcendentalismo de cada uma dessas áreas e como localizá-las, é hora de seguir adiante para a prática da massagem tântrica erótica.

Preparação da massagem tântrica erótica

Existem três aspectos essenciais para começar a arte da massagem tântrica erótica, são eles:

  1. Higiene mental
  2. Higiene física
  3. Concentração de energia nas mãos

É impossível abordar a massagem tântrica, seja ela erótica ou não, estando com pressa ou nervoso, assim como também a limpeza da pessoa que irá realizar a massagem (ativa) é um elemento essencial de respeito pelo indivíduo que deixa o corpo em suas mãos (passivo).

É muito aconselhável que a pessoa passiva prepare um banho de cerca de 15 minutos com óleos essenciais. Os mais utilizados são aqueles que contêm perfumes de lavanda ou sândalo. O indivíduo ativo tem que se concentrar em suas mãos, no qual ele também poderá usar óleos essenciais de aromas como o sândalo ou o patchouli – entre muitos outros.

Certamente, esses elementos são quase que imprescindíveis, porém também é importante que a pessoa que forneça a massagem contenha um certo grau de excitação, até que o corpo da pessoa passiva esteja pronto para receber o sexo que surge (o qual não necessariamente precisa ser o coito).

3 sequências básicas da massagem tântrica

Uma vez que você está apenas pensando em oferecer a sua energia ao corpo da outra pessoa (e a pessoa passiva se concentra em seus próprios sentimentos), é hora de começar com 3 técnicas básicas.

Por onde começar? Uma boa notícia, a primeira coisa que você deve fazer é tirar a sua roupa.

– Massagem nas costas (tempo mínimo: 7 minutos)

Dentro da sequência dorsal, está uma maneira muito simples de explorar as primeiras sensações. A pessoa ativa fica ao lado da passiva com suas mãos estendidas e tenta extrair energia para o chakra sacro, movendo-as suavemente desde os ombros até a região lombar.

Assim que suas pontas dos dedos cheguem até as nádegas, as mãos retornam massageando com os polegares, em ambos os lados da coluna vertebral. O propósito desta massagem é aumentar o desejo.

– Massagem no ventre e nos braços (tempo mínimo: 10 minutos)

A pessoa ativa deve ser extremamente delicada, porque o objetivo dessas massagens é gerar confiança suficiente que conduza o indivíduo passivo a uma sensação de abandono, através da recarga de energia sexual.

Esta massagem basicamente consiste em colocar a mão na barriga para transmitir calor por 3 minutos. Em seguida, faça carícias com os três dedos do meio (não são utilizados polegares ou os dedos pequenos) desde a parte interna da mão, em direção à axila; e do ombro, em direção às unhas. O procedimento é repetido por 7 minutos, alternando os dois braços.

A massagem atinge seu ponto de harmonia: o sujeito passivo se senta, e por trás, a pessoa ativa suave e lentamente move os seus polegares sobre seu rosto. Na superfície das bochechas e dos cantos dos lábios até o queixo.

Chegou o momento. Se ambos os corpos assim decidirem, é hora do sexo. Também saiba o tipo de sexo que seus corpos pedem, já que pode ser dos mais diversos, ou seja, desde a masturbação, sexo oral, até as relações sexuais tradicionais com penetração ou sexo anal… Vocês são tão livres como a harmonia em que suas paixões se encontram.

Experimente a massagem tântrica erótica e além de um sexo incrível, aproveite para se conectar emocionalmente com a sua parceira e receber ou dar prazer proporcionando momentos de relaxamento.

Você pretende experimentar fazer a massagem tântrica erótica com sua parceira? Acha que ela vai gostar da experiência? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
https://www.conversadehomem.com.br/como-fazer-uma-massagem-tantrica-erotica/feed/ 1
Terapia Sexual com Psicodélicos: Cura Através da Empatia, Êxtase e Misticismo https://www.conversadehomem.com.br/terapia-sexual-com-psicodelicos-cura-atraves-da-empatia-extase-e-misticismo/ https://www.conversadehomem.com.br/terapia-sexual-com-psicodelicos-cura-atraves-da-empatia-extase-e-misticismo/#comments Mon, 06 May 2019 19:45:44 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=15750 Em um futuro próximo, a medicina psicodélica será aplicada de maneira muito interessante na terapia sexual: curando o trauma através do ecstasy místico. Por todo o mundo, muitas pessoas sofrem com traumas relacionados às suas experiências sexuais anteriores, com sua própria imagem corporal ou com a sensação de ser uma pessoa inadequada para ter relações …]]>

Em um futuro próximo, a medicina psicodélica será aplicada de maneira muito interessante na terapia sexual: curando o trauma através do ecstasy místico.

Por todo o mundo, muitas pessoas sofrem com traumas relacionados às suas experiências sexuais anteriores, com sua própria imagem corporal ou com a sensação de ser uma pessoa inadequada para ter relações sexuais. Isso faz com que muitos percam a confiança, sofram com a ansiedade e não aproveitem plenamente a sua sexualidade.

Nos últimos anos, o chamado renascimento da medicina psicodélica começou a registrar estudos que sugerem que algumas substâncias psicodélicas, como por exemplo a MDMA, o LSD, “fungos mágicos”, etc., tomadas no contexto correto, podem ser poderosos agentes de cura, particularmente para transtornos mentais, que vão desde síndrome de estresse pós-traumático até a ansiedade e depressão.

Não é estranho, então, que alguns terapeutas aumentem a possibilidade de que esses “psicodélicos” sejam utilizados na terapia sexual.

A terapeuta Dee Dee Goldpaugh, especialista em terapia sexual que escreve para o site Psychology Today, propõe que especificamente a MDMA, que é o princípio ativo do ecstasy e possui efeitos muito parecidos com o mesmo, assim como a psilocibina, que é um dos principais componentes do cogumelo Psilocybe mexicana, poderiam ser utilizados como coadjuvantes no tratamento.

Atualmente, a MDMA ou “exstasy” se encontra em um estágio avançado de testes no tratamento de estresse pós-traumático e, possivelmente, em anos subsequentes podem ser administrados legalmente em clínicas nos Estados Unidos.

O interessante sobre isso é que depois de ter sido resintetizado pelo famoso químico pelo famoso químico Sasha Shulgin, a MDMA começou a ser usado em terapias para casais, com resultados promissores.

Alguns especialistas acreditam que a MDMA pode ser usada em terapia sexual e de casais pois é altamente eficaz na redução e eliminação de síndromes pós-traumática em tratamentos de curta duração em pessoas que foram abusadas sexualmente na infância.

Isso induz uma sensação extremamente prazerosa e os indivíduos sentem que podem estar completamente (e confortavelmente) com o seu corpo, aumentando a empatia e reduzindo o constrangimento, o que torna mais fácil para os pacientes sentirem que o seu corpo é um lugar seguro.

Na terapia de casais, há evidências de que a MDMA pode ajudar os casais a se comunicarem entre si, sem colocar barreiras ou ficarem na defensiva.

Sob a supervisão e orientação terapêutica, a MDMA, ao secretar neurotransmissores que incentivam a abertura e o prazer, tem esse grande potencial de criar um espaço de aceitação e confiança sobre o qual se pode trabalhar.

Originalmente, essa substância começou a ser chamada de “empatia” nas ruas onde foi vendida, e então, veio o nome “ecstasy”, que acabou ficando, talvez, porque foi melhor para os negócios.

Mas o nome “empatia” revela alguns dos efeitos desta substância e seu potencial terapêutico.

Goldpaugh acrescenta que, embora não existam estudos com psilocibina no tratamento de trauma sexual, o fato de que a psilocibina é eficaz para eliminar a ansiedade existencial e aumentar a abertura, incluindo uma “capacidade para a fantasia, a apreciação estética, emoções e maior tolerância”, sugere que o ingrediente ativo dos “cogumelos mágicos” pode ser usado na terapia sexual.

A Dra. Katherine MacLean descobriu que uma única sessão de psilocibina muitas vezes leva a uma “experiência mística” que “pode mudar os traços de personalidade” de uma maneira profunda, algo que às vezes pode levar muito tempo na terapia tradicional.

A qualidade de gerar empatia e interconexão com os outros seres pode ser uma arma positiva para lidar com sentimentos de alienação, insegurança e culpa.

Golpaugh ressalta que a espiritualidade pode ser um ingrediente importante na terapia sexual, isso porque tanto o sexo como os psicodélicos lidam com experiências de êxtase e amor – pessoal e universal.

Parece bastante evidente que essas substâncias têm grande potencial na terapia sexual se forem consumidas pelo paciente sob a supervisão do terapeuta ou entre o paciente e sua ou seu parceiro sob a supervisão de um terapeuta com o intuito de catalisar a cura energética potencial dessas substâncias na prática.

O antropólogo Mircea Eliade chamou de “tecnologias do ecstasy”, o êxtase que pode levar não apenas a um sentimento oceânico, de união cósmica, amor e integração, mas também de cura, aplicando a alegria e a expansão da consciência como medicina.

Esta relação entre psicodélicos e erotismo é ancestral, mas hoje em dia existe a oportunidade de aplicar conhecimento científico para tornar o “coquetel orgástico” mais seguro e mais replicável.

Só é preciso mencionar que, como com todas as outras coisas que produzem muito prazer e são altamente estimulantes, existe um alto potencial de abuso e dependência, razão pela qual o mais apropriado é utilizar os psicodélicos apenas sob supervisão de um especialista para uso medicinal e terapêutico, e não necessariamente recreativo.

Agora é esperar até que a terapia sexual com psicodélicos esteja disponível para que possa surgir a cura através da empatia, êxtase e misticismo.

Você acredita que a terapia sexual pode realmente funcionar e ter cura com o uso dessas substâncias? Arriscaria sua vida e da sua parceira por isso? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

]]>
https://www.conversadehomem.com.br/terapia-sexual-com-psicodelicos-cura-atraves-da-empatia-extase-e-misticismo/feed/ 1
Por Que Algumas Mulheres Gostam de Sexo Selvagem e Como Fazer Isso Melhor https://www.conversadehomem.com.br/por-que-algumas-mulheres-gostam-de-sexo-selvagem-e-como-fazer-isso-melhor/ https://www.conversadehomem.com.br/por-que-algumas-mulheres-gostam-de-sexo-selvagem-e-como-fazer-isso-melhor/#respond Thu, 02 May 2019 19:56:41 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=15977 Tapas e puxões de cabelo podem ser apenas o início do que será uma das relações sexuais mais memoráveis da sua vida. O sexo selvagem pode ser considerado uma arte. Os arranhões, puxões de cabelo, tapas e mordidas acontecem no sexo desde o início dos tempos, e é fácil pensar em algo que comprove isso: …]]>

Tapas e puxões de cabelo podem ser apenas o início do que será uma das relações sexuais mais memoráveis da sua vida. O sexo selvagem pode ser considerado uma arte.

Os arranhões, puxões de cabelo, tapas e mordidas acontecem no sexo desde o início dos tempos, e é fácil pensar em algo que comprove isso: O kama sutra é um dos guias sexuais mais famosos do mundo, e é um escrito indiano que data do ano 400 a.C., e nele, o sexo selvagem era sempre presente.

Sim, aparentemente as pessoas realmente gostam de sexo selvagem há centenas de anos, e há até mesmo uma explicação fisiológica e psicológica para o nosso gosto por levar uns tapas e arranhões durante o sexo.

Uma dessas explicações é baseada na “Teoria de transferência de excitação”. A pesquisadora sexual americana Nicole Prause explica que quando somos mordidos, arranhados ou quando apanhamos durante o sexo, nossa pressão sanguínea aumenta e nosso coração responde a isso, mas quando esse tipo de “violência” acontece no sexo, você a relaciona como uma maneira de excitação sexual, e não como violência em si. Ou seja, nosso cérebro interpreta e gosta quando algo um pouco mais selvagem acontece na cama.

Outra explicação dada é que a “matriz de dor” do cérebro fica bem próxima da área do cérebro que trata da excitação sexual, e por isso existe tanto fascínio pela linha tênue que separa dor e prazer, fazendo com que estejamos sempre animados a caminhar por ela.

O que você deve saber antes de tentar sexo selvagem

Normalmente é mais fácil conseguir sexo selvagem com uma pessoa que está acostumada a ter relações sexuais com você, seja uma namorada ou uma amizade colorida. Nesses casos de maior proximidade entre o casal, normalmente se começa a experimentar um tapa aqui, um arranhão ali, uma puxada de cabelo, uma pegada mais forte em certos momentos e o casal irá responder isso de alguma maneira, normalmente deixando claro se está gostando ou não.

De qualquer maneira, discutir esse tipo de ação é bastante importante –ainda que seja para comentar depois do acontecido que isso poderia acontecer mais vezes – mas é claro que deve haver cuidado para não extrapolar e realmente violentar alguém, o que seria terrível.

Ter a mente aberta em relação ao que a outra pessoa deseja também é importante, afinal, se queremos algo diferente na cama, não podemos julgar ninguém por desejos ou preferências sexuais.

Outro cuidado interessante caso a brincadeira fique um pouco mais séria é o uso de uma palavra de segurança, que deverá ser simples para ser dita e entendida quando o outro se sentir ameaçado ou mal por algo durante o sexo.

Quatro dicas para fazer sexo selvagem da melhor maneira possível

Você tem alguém que adoraria fazer algo diferente e um pouco mais selvagem com você, mas esse assunto é novo ou você gostaria de algumas dicas mais realistas do que as loucuras que você assistiu em vídeos pornô? Aqui você encontra algumas informações interessantes:

1. Tapas

É preciso ter bastante cuidado quando o assunto é bater em alguém (mesmo que durante o sexo), e você deve se concentrar no jeito certo de fazer isso, até porque, sim, existe o melhor jeito de fazer isso.

Na hora de dar um tapa em uma mulher, escolha sempre as nádegas e vá com a mão aberta bem na parte de baixo do bumbum, perto da vagina. O tapa não fará sentido se for muito fraco, mas também não deverá machucar.

Comece com uma força média e depois invista em um tapa que deverá ser forte na medida e nesse ponto irá causar vibrações na bunda que irão atingir o clitóris da mulher, e acredite, nesse momento ela irá pegar fogo de tanto tesão.

Muito importante para os homens: Isso serve para você também. Não tenha medo ou vergonha de pedir que sua parceira dê tapas em você também, e você ficará surpreso em como irá gostar e sentir tesão nesses momentos.

2. Puxar o cabelo

Muitas mulheres adoram que seus cabelos sejam puxados durante o sexo, e as melhores posições para isso são “de quatro” e quando ela está cavalgando em cima de você. Ter o cabelo puxado nesses momentos faz com que o corpo libere mais adrenalina e endorfina, que aumenta muito mais o tesão.

O cuidado aqui é puxar o cabelo bem perto da cabeça, de maneira que não irá doer e dando a você uma certa sensação de controle, e a ela, a sensação de que está sendo controlada.

3. Mordidas

As mordidas podem revelar nosso lado mais selvagem e animalesco durante o sexo, e você já pode até ter aquela parceira que adora te dar umas mordidinhas no lábio ou até mesmo em seu braço.

Na hora do sexo, as mordidas podem causar muito tesão, e você pode brincar de morder os lábios, descer, dar pequenas mordiscadas nos seios, na barriga, e até mesmo lá embaixo (mas sempre de maneira delicada, não se esqueça). Mordidas mais fortes podem ser dadas no pescoço durante uma pegada mais forte, mas lembre-se de perceber se ela realmente está gostando disso ou se está causando incomodo ou dor.

4. Tomar o controle

Vocês estão naquele beijo que logo irá virar sexo e talvez essa seja a melhor hora para tomar o controle da situação e ser um pouco mais selvagem. Pegar a mulher, encostá-la na parede com uma pegada mais forte, jogá-la na cama, tudo isso dará a ela e a você muito tesão.

Não estar no controle no sexo pode ser muito bom, e tanto homens quanto mulheres curtem isso. Normalmente, estamos no controle de muitas coisas na vida, e na hora do sexo, mudar de posição, perder os medos e se deixar ser controlado por outra pessoa pode fazer dessa experiência sexual memorável.

Falar algumas sacanagens enquanto faz tudo isso também é bastante positivo, e poderá levar vocês dois a um lugar onde nunca estiveram no sexo.

Você já teve uma parceira que gostava de um sexo mais selvagem? E você, curte isso? Costuma experimentar essas dicas em sua vida sexual? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
https://www.conversadehomem.com.br/por-que-algumas-mulheres-gostam-de-sexo-selvagem-e-como-fazer-isso-melhor/feed/ 0
Como Discutir com sua Namorada sem Terminar o Relacionamento https://www.conversadehomem.com.br/como-discutir-com-sua-namorada-sem-terminar-o-relacionamento/ https://www.conversadehomem.com.br/como-discutir-com-sua-namorada-sem-terminar-o-relacionamento/#respond Tue, 30 Apr 2019 20:53:27 +0000 https://www.conversadehomem.com.br/?p=15954 Não importa quão perfeitamente alinhados vocês sejam, nenhum casal está livre das discussões. Agora, uma discussão não significa necessariamente jogar todas as mágoas em cima do outro e fazer uma grande besteira – como terminar o relacionamento ou ameaçar terminá-lo. Em vez disso, trata-se de uma conversa na qual vocês falam sobre algo que perturbou …]]>

Não importa quão perfeitamente alinhados vocês sejam, nenhum casal está livre das discussões. Agora, uma discussão não significa necessariamente jogar todas as mágoas em cima do outro e fazer uma grande besteira – como terminar o relacionamento ou ameaçar terminá-lo.

Em vez disso, trata-se de uma conversa na qual vocês falam sobre algo que perturbou o outro – você olhou para a bunda de uma mulher, disse algo que a perturbou, ela conversou com um velho amigo do colégio, você comprou algo estúpido mesmo sem ter dinheiro, algo ela quebrou algo seu e não disse nada. Há todos esses tipos de coisa no dia a dia dos relacionamentos. 

Mesmo no melhor cenário possível, em que você está apaixonado e já falou sobre tudo,  ainda terá que discutir em algum ponto. Então, vamos começar com o básico para tornar o processo mais simples.

1. Não mande mensagens

Vocês não vivem juntos e parece “justo” mandar uma mensagem. Mas adivinhe? Você pode copiar e colar ou usar um GIF no meio da conversa, pode ser mal interpretado… Imagine um autocorrect acidental e inocente que diga o que você não quis dizer.

Uma fração de segundo pode deixar a sua parceira à mercê dos piores pensamentos, quando na verdade você só queria dizer que estava atrasado pra alguma coisa. Não aborreça sua namorada à toa por mensagens. Se você fizer isso, amigo, vai precisar se esforçar para consertar a situação.

2. Fale com ela antes de amigos ou família

Seu relacionamento é exclusivamente seu. Não é o relacionamento do seu amigo. Não mande uma mensagem de texto pra ele dizendo que está chateado com a sua namorada porque ela te chamou pelo nome do ex na noite passada. Vocês dois que precisam resolver isso.

Além disso, quando a besteira está feita, já era. Não vá incitar mais confusão falando tudo para o seu amigo. A situação piora consideravelmente quando se envolve qualquer membro de suas famílias, pois torna tudo mais pessoal, pesado e desagradável. E se você tem uma amiga, ela é a pior pessoa pra contar seus argumentos.

3. Não discuta em público

Não discuta em público e não faça o mesmo na frente de sua família. Nunca. Ninguém ganha com isso e você vai se envergonhar, além de transformar até mesmo o mais estúpido dos problemas em algo catastrófico. O melhor local para discutir é o espaço onde vocês moram, ou se vivem separados, tentem encontrar uma boa localização dentro de uma casa – que não seja o quarto. Fiquem na sala de estar, sentem-se um de frente pro outro no sofá ou até mesmo na cozinha.

4. Evite distrações e mantenha o contato visual

Pegue o celular, canetas, notebook e qualquer coisa que gere distração. Coloque todos os itens em outro quarto, a menos que haja uma razão muito convincente para tê-los por perto. E não peça comida durante uma discussão! Também desligue a TV. Coloque o cachorro no outro quarto.

Além disso, mantenha contato visual o máximo que puder. Não precisa ficar estático – é permitido olhar para longe ou embaixo na mesa de vez em quando, mas volte a olhar pra ela. Não olhe para fora da janela, não fique girando sua aliança de casamento, não brinque com o relógio ou qualquer outra coisa. Você precisa manter toda a sua atenção focada na conversa. Assim, vocês acabam rápido com isso e ficam felizes novamente o quanto antes.

5. Pense antes de falar

No momento em que você abre a boca e as palavras idiotas saem dela, o desastre está feito: não há como voltar atrás. Sua parceira ouviu cada uma delas. Mesmo se você não quis dizer aquilo, você simplesmente disse. Esse tipo de coisa acontece no meio de uma discussão – não importa o quanto uma pessoa tente evitar -, mas é possível ficar atento em meio às emoções para evitar erros desastrosos que envolvam:

  • Qualquer coisa com amor: não diga “eu não te amo” se você não quiser mesmo dizer isso.
  • Família: não traga família para a discussão ao menos que algum membro seja literalmente o assunto em questão.
  • Palavrões: ela não vai ouvir mais nada se você usar uma palavra dessas no meio da discussão.
  • Gritos: gritar já não é mais comunicação, é violência, abuso.
  • Ameaças: se você está ameaçando-a com violência física ou emocional, deveria ser preso.
  • TPM: esse período é inevitável pra ela e você não está no corpo de uma mulher pra saber o que se passa.

6. Certifique-se de que a discussão não é mais profunda

Vocês estão brigando porque você quebrou um dos pratos favoritos dela? Ou discutem porque você não aguenta mais ouvi-la gritar? Essas discussões parecem esconder uma questão maior. Vocês devem aproveitar a oportunidade pra ir mais a fundo. Talvez ela deteste seu jeito bruto. Talvez vocês estejam acumulando um monte de sentimentos sobre o relacionamento em geral. Nesse caso, vale a pena perguntar: “é isso é que realmente está incomodando você?”.

7. Não desperte mágoas superadas

Se você souber de coisas sobre ela com as quais não concorda, mas quis deixar pra lá, então não são tópicos permitidos na discussão. Se vocês estão debatendo porque ela olhou para outro cara e flertou, não mencione como ela dormiu com vários caras. Se ela ficou muito bêbada e vomitou no seu sofá, não fale sobre seu problema com drogas.

Pior ainda, se você está errado, não use coisas que a fazem parecer ruim para “ganhar a discussão”. Exemplo: você olhou para os peitos de outra mulher e justificou dizendo: ‘Bem, mas você dormiu com cinquenta caras!’

Isso é irrelevante. Se vocês namoram e desde o início ela diz não acreditar na relação a longo prazo, não fique louco quando ela reafirmar esse posicionamento.

8. Não se esqueça dos sentimentos

Mesmo em uma conversa emocional, tente lembrar-se sempre que você ama a pessoa e há uma disputa superável aqui. Ambos têm sentimentos e mesmo que você esteja errado, ainda pode ser ferido. Deixe as coisas claras. Por exemplo, você pode dizer “eu sei que fiz isso, mas por favor, não fale dessa forma, pois me machuca”. Se ela não se importar, diga de novo. Mas se ela realmente não estiver nem aí, vale repensar o relacionamento.

9. Assuma a responsabilidade e peça desculpas

Se uma pessoa tem dificuldade organizacional e esquece de fazer alguma coisa, basta dizer “sinto muito, estou realmente desorganizado”. Mas não diga que isso é o seu déficit de atenção agindo. Há culpa e responsabilidade. Sim, você estava ansioso, mas admita que fez algo errado. Por exemplo, “eu estava bêbado” não é uma boa desculpa. Por outro lado, se você diz “sinto muito, fiquei bêbado e agi de forma estúpida”, assume a responsabilidade.

Você tem muitas dificuldades de discutir com a sua parceira sem gerar uma briga maior? O que acredita que pode mudar nisso? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it. ]]>
https://www.conversadehomem.com.br/como-discutir-com-sua-namorada-sem-terminar-o-relacionamento/feed/ 0