Volta ao mundo

Posições Sexuais por Países: Uma Viagem Erótica na sua Cama

Fazer um grego, uma espanhola, um francês…. Certamente você já deve ter se perguntado o que esses nomes significam, por isso, veja agora as posições sexuais por países.

Não se sabe por que certas posições sexuais estão associadas a certas nacionalidades. Aparentemente, isso está relacionado com os preconceitos que existem em diferentes países ou com antigas lendas.

É muito importante que fique claro que só porque uma nacionalidade está associada a uma prática sexual, isso não significa que seja a favorita dos habitantes daquele país, nem que eles as pratiquem com frequência (ou quem sabe sim…). Aqui, você verá um dicionário de nomes sexuais que irão te tirar essa dúvida:

Sexo por nacionalidade: espanhola e cubano

Quando na Espanha se fala em “fazer um cubano” em relação ao sexo, se pensa nos seios, porémm em todo o resto do mundo, inclusive aqui no Brasil, essa prática é conhecida como “espanhola”. 

O que está escondido por trás da espanhola ou do cubano é explicado rapidamente: o homem esfrega o seu pênis entre os seios da mulher, que os mantém juntos e apertados com suas mãos.

Sexo por nacionalidade: francês

Sexo “francês”. Soa quase como algo melódico. No entanto, não é nada novo, já que ele se refere simplesmente ao sexo oral. Então, quem opta por fazer um sexo francês, dá prazer ao seu parceiro com a boca, os lábios e a língua. 

Sexo por nacionalidade: Indiano

O sexo no estilo indiano é uma explosão de criatividade. A cama se torna um emocionante campo de jogos. Muitas de suas posições sexuais aparecem no Kamasutra, um livro indiano que ensina sobre a arte do amor, entre outras coisas, descrevendo numerosas posições sexuais.

Antes de começar, é importante se alongar… Bom sexo e maior prazer, prepare-se para entrar no nirvana sexual. 

Sexo por nacionalidades: italiano

Você está com vontade de sexo? Italiano? A melhor coisa que pode fazer é esquecer as pizzas, o macarrão e o sorvete e pensar no seguinte: se você quiser fazer sexo “à la italiana” com sua parceira, deverá esfregar o pênis contra as axilas da sua parceira. Ela poderá exercer mais ou menos pressão sobre o seu pênis com o braço.

A posição sexual para esta prática depende apenas dos gostos particulares de cada um, o único que importa é que estejam confortáveis. Recomenda-se o uso de lubrificante para que o pênis deslize melhor. As axilas bem depiladas pelas mulheres também ajudam.

Sexo por nacionalidades: Sueco

O sexo sueco também tem dois significados diferentes. Pode se referir à masturbação mútua, em que o casal se satisfaz com a mão, com um brinquedo sexual ou com alguma outra técnica específica.

A técnica é a seguinte: a mulher segura o pênis do homem de maneira que a glande fique livre do prepúcio e assim o leva para a penetração. O resultado é um orgasmo rápido, já que com a glande exposta, a estimulação ocorre com maior força.

Sexo por nacionalidade: Alemão

Ela por baixo, ele por cima. A clássica posição sexual de sempre. A maneira mais popular de se denominar essa posição sexual é o “papai e mamãe”, mas quem quiser usar o nome segundo a sua nacionalidade, que a partir de hoje a chame de “alemão”.

Essa posição sexual é um clássico autêntico. É considerada simples, cômoda e fácil. Oferece algumas vantagens: existe muito contato entre as duas pessoas e elas podem olhar olhos nos olhos e trocar beijos apaixonados.

Apesar disso, ter um sexo “alemão” geralmente para alguns casais remete a algo meio chato, já que a liberdade de movimento para ambos os amantes é muito pequena. A longo prazo, essa posição sexual é monótona.

Sendo assim, o nome alemão é porque esse povo é sem imaginação na cama? Obviamente haverá de tudo. Além disso, como curiosidade: essa posição sexual é a favorita na Europa e América do Norte. 

Sexo por nacionalidades: inglês

Chicote, vara… Aqueles que gostam de um sexo mais pesado praticam o “sexo inglês”. Este termo refere-se sobretudo a incorporar personagens, onde uma parte do casal é o dominante e a outra o dominado. Fiel ao lema: “Educar e castigar”. 

Vocês poderão usar vendas para os olhos, algemas, entre outros instrumentos de bondage. As práticas eróticas “à la inglesa” levam a caminhos sádicos ou masoquistas. No entanto, não envolve danos físicos. 

Sexo por nacionalidade: Grego

Sexo grego é o pseudônimo dado para o sexo anal. Por que esse nome? Está ligado à cultura guerreira da Grécia antiga, na qual a homossexualidade foi normalizada.

Na verdade, alguns guerreiros recebiam um jovem em suas missões para cuidar de suas armas e também para fazer sexo com ele como um “alívio”.

Durante o sexo anal, o pênis não é introduzido na vagina, mas sim no ânus. Neste tipo de relações sexuais, deve-se proceder com alguns cuidados especiais, principalmente porque a pele nessa área é muito sensível e delicada. Por isso, além da camisinha, não se esqueça do lubrificante.

Sexo por nacionalidades: russo

Sexo russo, um termo com dois significados. Este é o nome dado à massagem dos órgãos sexuais com óleo. Mas também se refere ao sexo interfemoral, ou seja, quando o homem esfrega o pênis entre as coxas da sua parceira ou parceiro.

Essas são algumas das posições sexuais por países, uma maneira de fazer uma viagem erótica desde a sua cama.

Você já conhecia todas as posições sexuais relacionadas a países? Pretende experimentar alguma? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *