Home » Bombando na Web » Empresário Revela Como Ele e sua Esposa Gastaram Milhares de Dólares em Viagens para Festas Sexuais
Festa sexual

Empresário Revela Como Ele e sua Esposa Gastaram Milhares de Dólares em Viagens para Festas Sexuais

Traje de festa, máscaras e locais reservados para ricos e influentes o suficiente para pagar pelo privilégio de explorar os seus desejos sexuais mais sombrios.

Um homem de negócios revelou como ele e sua esposa passam os finais de semana viajando para festas sexuais, uma nova “tendência” ao sul do País de Gales.

Os casais estão viajando centenas de quilômetros e gastando milhares de libras para participar de festas exclusivas.

Vestindo black tie, eles vão mascarados a lugares reservados onde só as pessoas ricas e influentes o suficiente podem pagar pelo privilégio de explorar seus desenhos sexuais mais sombrios sob um manto de anonimato.

A entrada é totalmente estrita, e para isso é necessário um convite secreto.

Este líder empresarial e homem de família disse que essas festas sexuais atraem pessoas influentes dos setores públicos e privados. Ele disse ao jornal “Wales Online” que a atmosfera é uma “exploração sexual e social”, onde a mulher está sempre no controle.

“Essas festas recebem pessoas do alto poder”, ele acrescentou, e revelou que ele e sua esposa estavam entre os mais de 200 membros. Ainda contou que, para você poder se inscrever, precisa cumprir com critérios físicos e financeiros.

“Por exemplo, se você é velho ou jovem, se tem vários piercings, se tem excesso de peso. E isso é importante porque um homem apto irá dar a uma mulher o melhor momento da sua vida, enquanto um homem fora de forma não conseguiria. Então basicamente, você não irá entrar companheiro.”

Ele continua: “Você recebe um formulário de inscrição que precisa enviar com uma foto sua. A imagem não precisa ser facial, mas você não irá entrar se não enviar. Após enviar o formulário, irá demorar cerca de uma semana para saber se está dentro ou fora.”

Quando o casal é aceito, o convite da festa chega até eles. Você o recebe e parece qualquer convite normal de festa.

Os homens são obrigados a vestir black ties e as mulheres vestidos, além de sempre haver a necessidade do disfarce. Todos usam uma máscara para proteger a sua identidade, até porque, de acordo com ele, você não pretende se deparar por lá com alguém que está fechando negócios.

“Isso pode ter um impacto muito negativo em uma relação profissional” – o homem de negócios completou.

As festas acontecem regularmente, usando vários locais diferentes, principalmente em Londres, com medidas extras de segurança para garantir que as identidades sejam protegidas. 

“O elemento social é muito importante. Há uma festa para se divertir e você conhece pessoas”. 

Adesão para festas sexuais pode chegar a 2.000 libras por ano

A adesão para se tornar sócio começa em 400 libras por ano, porém pode chegar em até 2.000 libras, cerca de 10.500,00 reais. O seu nível de associação determina o tipo de acesso que você pode desfrutar, e isso varia, por exemplo, do número e do tipo de convidados das festas que você irá receber o convite.

“Você está pagando pela sua privacidade e exclusividade que um clube privado pode oferecer. O limite habitual é de 50 pessoas em uma festa realizada em um hotel. Uma festa realizada em uma casa pode envolver apenas 16 a 20 pessoas, e isso geralmente acontece em uma casa de hóspedes alugada para um final de semana.”

“O local é alugado e uma nova equipe é trazida para que não haja chance de sair uma palavra lá de dentro. É muito exclusivo. Existem clubes gratuitos, e você pode encontrar todos os tipos de pessoas lá. Se você está preparado para pagar pelo premium, poderá desfrutar de uma experiência consideravelmente mais elegante.”

“Pegue carros como exemplo. Se você comprar um carro velho, você provavelmente irá dirigir e cuidar dele de uma maneira. Se você comprar um bom carro, então irá tratá-lo de maneira totalmente diferente. Portanto, existem certos clubes para certas pessoas.” 

“Os membros viajam por centenas de quilômetros para comparecer e encontrar pessoas com ideias semelhantes. Há três locais que eu sei que podem receber festas em Swansea – cidade no Reino Unido. Locais capazes de fornecer festas de natureza similar. Mas qualquer coisa em Swansea seria muito próximo para levarmos em consideração.”

Em relação às atividades sexuais que os membros podem experimentar, os casais terão suas próprias expectativas e limitações sobre o que é ou não é aceitável.

“Você tem que conversar uns com os outros, tem que entrar nisso com os olhos bem abertos. As pessoas podem questionar os riscos envolvidos, mas muitas coisas na vida fazem com que corramos riscos. Você deve avaliar o nível de risco e o que você deseja alcançar com isso.”

Ele continua dizendo que o ideal é que as pessoas primeiro conversem entre elas sobre suas expectativas e o que elas esperam uma das outras, então o que irão fazer nessas festas é apenas uma transação. “Pode parecer frio, mas é isso”.

“Uma mulher pode gostar de outra mulher, por exemplo, e ela virá, pegará a outra mulher pela mão e elas irão se divertir. Elas podem convidar os maridos para assistir ou para participar.”

“Um ponto importante para deixar aqui é que a mulher está sempre – sempre – no controle da situação. Alguns casais simplesmente gostam de assistir. Eles simplesmente vêm para se excitar e depois vão para casa se divertir juntos. 

“Nós não estamos procurando por amor, não há nenhum apego emocional aqui, mas você nunca sabe o que poderá experimentar”. 

Embora ele admita que algumas pessoas possam questionar o impacto que participar de festas de sexo pode ter em seus relacionamentos pessoais, esse homem de negócios disse que sua experiência pessoal foi extremamente positiva.

“Alguns anos atrás, eu li um artigo sobre festas sexuais em uma revista dominical; foi uma entrevista com uma mulher que as organizava. Isso chamou minha atenção. Então pensei: Como diabos eu vou conversar sobre isso com a minha esposa?”.

“Estamos juntos há mais de 20 anos e estamos muito felizes. Uma noite, começamos a discutir sobre nossa vida sexual em geral, tomamos algumas bebidas e perguntei se havia algo mais que ela gostaria de fazer. Foi então que a conversa começou.”

Sua esposa disse que a experiência havia sido positiva e acrescentou: “Estamos casados há cerca de 20 anos, temos filhos, uma casa, empregos em que estamos felizes e uma vida sexual muito ativa e divertida. Mas queremos aproveitar uma vida sexual ativa e sem amarras, nenhum compromisso e nenhum apego emocional.”

O marido concorda e conclui: “Algumas pessoas podem ver o que fazemos como pecaminoso, nojento e repugnante. Outros com um grau de ciúme. Desde muito jovens, somos ensinados como pensar e se comportar: temos que crescer, educar os filhos, pagar a hipoteca, jogar golfe e fazer parte do Rotary Club. Algumas pessoas só querem se libertar disso. Para mim é muito simples.”

E foi assim que eles terminaram a entrevista que contaram como gastaram milhares de dólares em viagens para festas sexuais exclusivas durante os finais de semana.

Você já conhecia já tinha ouvido falar em algo assim? Se tivesse capacidade financeira, participaria com sua parceira? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *