Home » Bombando na Web » Sua Mulher Acabou de Ter um Bebê? Quando Estará Liberada para o Sexo de Novo?
Pais recentes

Sua Mulher Acabou de Ter um Bebê? Quando Estará Liberada para o Sexo de Novo?

A má notícia é que pode demorar bem mais do que você imagina, e isso acontecerá por vários motivos. A boa notícia: sua vida sexual voltará ao normal em algum momento. A paciência e a compreensão com sua parceira serão a chave nesse momento.

Depois de ter um bebê, muitas mulheres podem achar que é doloroso ter relações sexuais, mesmo meses depois de dar à luz. Além dos efeitos físicos do trabalho de parto, algumas mulheres estão muito sobrecarregadas pelas exigências da nova maternidade para ao menos sentir algum interesse no sexo, e isso é completamente normal.

Confira o que os novos papais precisam saber sobre o período pós-parto e como você pode apoiar melhor sua parceira para que suas vidas sexuais voltem aos trilhos o quanto antes.

Depois que seu primeiro filho nasceu há quatro anos, Beatriz, de 32, não teve relações sexuais com o marido durante um ano inteiro.

“Como amamentava, eu não tive desejo sexual”, disse ela. “Eu realmente não tinha vontade nenhuma de fazer sexo, e tudo isso foi um pouco complicado”. Não ter relações sexuais foi difícil para Beatriz, mas foi sem dúvida mais difícil para o marido. “No começo, ele estava muito frustrado”, diz ela; mas eles recorreram a um terapeuta de casais e conseguiram resolver a situação da melhor maneira possível.

Não é de surpreender que ter um bebê tenha um impacto na sua vida sexual. Mas poucos homens entram na experiência sabendo exatamente o que esperar, especialmente se for o primeiro filho deles. Se a sua parceira não tem interesse em sexo, é fácil sentir que você está fazendo algo errado, ou que nada entre vocês dois será o mesmo novamente. Mas isso raramente é o caso, então se você está passando por isso, fique calmo.

“Eu ouvi muitos homens dizerem: ‘Parece que minha esposa me odeia depois que nosso filho nasceu… O que eu posso fazer?’, disse Chris Murdock, um membro do conselho consultivo de um grupo de apoio social.

Com algum tempo e paciência, a maioria dos casais pode encontrar a normalidade novamente, e em muitos casos não será tão traumático assim. É por isso que é importante entender exatamente o que está acontecendo com ela durante o período pós-parto e como você pode ajudar.

Leva tempo para o corpo de sua parceira se curar

A experiência de parto de cada mulher é diferente, mas a maioria delas pode concordar que o trabalho de parto não é agradável como um passeio no parque. Os efeitos prolongam-se bem após o nascimento do bebê: o parto geralmente é seguido por um período prolongado de sangramento, chamado de “lóquio”, que é uma expulsão de sangue e tecido do útero.

Ter relações sexuais durante este período pode colocar a sua parceira em risco de infecção, e é por isso que os médicos recomendam que todas as mulheres, independentemente do tipo de parto, esperem pelo menos seis semanas após o parto para terem relações sexuais novamente, e aí já temos o primeiro período em que você tem certeza que não terá relações sexuais.

Mesmo depois que o médico dá à sua parceira a luz verde, isso não significa que ela esteja totalmente recuperada. “O que isso significa é que os médicos não estão mais preocupados com alguns dos maiores problemas do pós-parto, como infecções ou a ruptura de algum órgão”, disse Stephanie Prendergast, CEO e co-fundadora do Centro de Saúde e Reabilitação Pélvica, em Los Angeles.

“Lá embaixo pode não ser mais um ambiente tão acolhedor assim”

Os efeitos do parto variam dependendo do tipo de trabalho de parto que sua parceira teve. Por exemplo, entre 53% e 79% das mulheres que dão à luz por via vaginal podem ter dores meses após o parto. Em alguns casos, mesmo após a cicatrização, podem ocorrer danos em alguns nervos do corpo, de acordo com Prendergast, causando dores durante o sexo.

Mesmo as mulheres que fazem o trabalho de parto por cesárea provavelmente também sentirão alguma dor durante o sexo; De fato, um estudo descobriu que 44% das mulheres que fizeram cesariana relataram dor durante o sexo três meses após o parto.

Se sua parceira sofreu uma ruptura durante o trabalho de parto, ela pode se sentir constrangida com a aparência da vagina. Talita, de 35 anos, deu à luz seu primeiro filho há cinco meses. “Não é mais um ambiente tão acolhedor lá embaixo”, disse ela. “E isso me deixou bastante envergonhada por muito tempo, me fazendo não ter muitos desejos sexuais nos primeiros meses”

As coisas que a excitavam antes podem não funcionar mais

Depois de se recuperarem dos efeitos físicos do nascimento, as mulheres ainda podem ter uma experiência totalmente diferente de sexo. Se ela está amamentando, por exemplo, ela pode se sentir desconfortável nos mamilos, pelo menos até parar de amamentar. Uma mamãe recente disse que ela “perdeu” seus seios como uma zona erógena até parar de amamentar seu filho aos 2 anos de idade.

O sexo vai ser diferente. A excitação pode demorar mais para acontecer do que antes

Além disso, muitas mulheres podem sentir que se aproximam do orgasmo, mas não conseguem chegar lá tão rapidamente como antes, o que pode ser o resultado da mudança dos níveis hormonais, que tendem a despencar após o parto, ou pode ser ainda o resultado do próprio parto, já que músculos do assoalho pélvico que foram alongados durante a gravidez podem não conseguir contrair-se tão rapidamente como antes.

Em alguns casos, segundo Prendergast, o orgasmo feminino pode parecer “diferente” permanentemente. “O sexo será diferente”, disse Prendergast, “E a excitação pode demorar mais para acontecer do que antes”.

Sua parceira também pode se sentir preocupada em fazer algo “não sexy” durante o sexo – como, por exemplo, fazer xixi acidentalmente, o que é uma possibilidade legítima para aquelas cujas partes inferiores foram esticadas para que a cabeça de um bebê pudesse passar.

Embora você sempre possa comprar um cobertor resistente à umidade ou um lençol para cama descartável e à prova d’água para aliviar suas preocupações, lembre-se de que, se você já está inserido no princípio da paternidade, a urina inesperada deve ser considerada uma coisa normal, porque é assim que as coisas acontecem.

Você pode ter que expandir sua definição de sexo

O que o seu professor de educação sexual lhe disse é verdade: há outras maneiras de ser sexualmente íntimo além da penetração vaginal. Nos meses após o parto, os novos papais poderiam começar a enxergar o sexo de maneira mais ampla, diz Janice, de 34 anos.

“Muitas pessoas pensam que só conta se houver penetração vaginal, e isso está totalmente errado”, disse ela. Mas as novas mamães se sentirão mais valorizadas e sexys quando seus parceiros também estiverem abertos a outros tipos de contato sexual. Coisas como trocar mensagens sexy durante o dia, assistir a pornografia juntos, masturbação mútua, ou dar ou receber sexo oral são ótimas opções para casais no período pós-parto.

Muitos terapeutas sexuais também enfatizam a importância do toque não sexual, especialmente em momentos em que o sexo normal pode parecer estressante ou potencialmente doloroso. O toque carinhoso na forma de dar ou receber uma massagem é um dos exemplos que são capazes de aumentar a oxitocina, um hormônio do bem-estar que pode aumentar os sentimentos de confiança e empatia, reduzindo o estresse e o medo.

Colabore em casa e com as suas obrigações com o bebê

Também é crucial notar que quanto menos estressada a sua parceira estiver em relação aos cuidados das crianças, mais aberta ela estará para as intimidades com você. Portanto, seja parceiro de verdade e compartilhe a nova carga de trabalho sempre que possível.

“A primeira coisa que pergunto aos homens é: ‘Você está trocando as fraldas?’ Alguns me dizem: ‘Não, eu fico com ânsia de vomito’”, diz Murdock. “Eu digo a eles: ‘Compre uma máscara. Enquanto você não colaborar em casa e cumprir suas obrigações, vocês não vão transar”.

É importante ainda, por exemplo, que o homem ocasionalmente assuma os cuidados com as crianças para que sua esposa tenha tempo para se exercitar, algo que irá contribuir para a libido dela, fazendo com que ela se sinta bem consigo mesma e com seu corpo.

“Quanto mais você ajudar sua esposa, mais tempo ela terá para si mesma e melhor ficará sua imagem corporal”, disse ele.

Aceite que as coisas serão diferentes por um tempo

Você deve pensar que não só sua vida sexual irá mudar, mas quando você tem um bebê, as chances são grandes de que você não irá receber tanta atenção da sua parceira como você pode estar acostumado. Mesmo que seja normal e esperado, pode doer mesmo assim.

“Se você sentir que está ficando ‘marginalizado’, fique mais próximo ainda do bebê e da sua parceira”, disse Murdock. “Mas se você está chateado por não ter a atenção dela da mesma maneira que costumava ter, e se quiser que as coisas continuem as mesmas … bem, elas não vão voltar a ser assim.”

Acima de tudo, diz Murdock, os novos papais precisam se comunicar mais com suas parceiras. Isso é o que Beatriz e seu marido fizeram quando foram para a terapia de casal. “Foi incrivelmente útil para ele entender as coisas que eu estava passando nessa nova fase, e foi importante contar com uma terceira parte neutra para nos ajudar a nos comunicar”, disse ela.

Quando tiveram seu segundo filho, alguns anos depois, esperaram mais uma vez um ano antes de fazer sexo novamente. “Mas não foi nada demais, já que já havíamos passado e por isso e sabíamos que poderia acontecer novamente”, diz ela.

Seja como for, apoie sua parceira nessa fase nova e complicada do pós-parto, e esteja ali para ela sempre que ela precisar. As coisas podem voltar ao normal mais rápido do que você imagina.

Você já teve um filho? Sabe como é passar por esse momento pós-parto com a sua parceira? Quanto tempo esperaram para fazer sexo novamente? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *