Mulher Pedindo Carona

Por Que Vídeos Pornô de Sexo na Van Fazem Tanto Sucesso?

No mundo dos vídeos pornô, existe uma categoria que se destaca: o do sexo na van. Talvez você encontre com o nome “sexo no carro” ou “sexo com estranha”. Esta categoria se esconde, ainda, dentro de outras categorias como “pegando uma ninfeta na rua” e aí o vídeo entraria na categoria “ninfetas”. Seja como for, o apelo é o mesmo: pegar uma estranha na rua e fazer sexo na van com ela. Por que estes vídeos pornô fazem tanto sucesso?

Sexo com estranhos

A fantasia do sexo na van consiste em um cara ou mais dentro de uma van que para na rua e convence uma mulher a subir nela e então eles fazem sexo. A partir disso, existem as variações: sexo no carro, sexo pagando uma prostituta e até mesmo estupro, nos casos de fantasias mais hardcore (será explorado mais adiante).

Claro que há vídeos pornô onde a van é uma mera figurante e serve apenas como local para fazer sexo. Porém, nos vídeos de mais sucesso, a van é um elemento crucial à narrativa: você não está simplesmente fazendo sexo na van, você está usando a van para fazer sexo com uma pessoa desconhecida, e é aí que está a chave do sucesso desses vídeos.

Ora, quando a internet se tornou mais acessível a uma grande quantidade de pessoas aqui no Brasil, rapidamente ela começou a ser usada para fazer sexo virtual. As salas de bate-papo se enchiam de gente que fingiam ser o que não eram. Havia qualquer coisa de especial nisso tudo.

O que há de especial nisso é a ideia de fazer sexo com estranhos e o sexo na van mexe com esse universo. O sexo com estranhos implica na liberação dos desejos sexuais mais íntimos. Com estranhos, você pode expressar fantasias que teria vergonha de expor para pessoas da sua convivência diária. Não imporá o que o estranho pensa da sua fantasia, você não o verá mais. Mas não é só isso.

Para o sexólogo Hernando Chaves, um sexólogo de Berverly Hills, “para muitas pessoas, desejos sexuais [que são] tabu são baterias sexuais e podem ampliar a o desejo da mentalidade erótico pelo prazer e plenitude sexual” e fazer sexo com estranhos é tabu. Para Chaves, o sexo com estranhos preenche essa “plenitude sexual” porque há apenas expectativas eróticas e não emocionais envolvidas no sexo, o que é especialmente importante para as mulheres, já que elas costumam ter mais expectativas emocionais. Isto explicaria também o fato de essa fantasia ser tão popular entre as mulheres. No sexo com estranhos, você pode entrar de cabeça nos prazeres da carne porque sabe que é apenas isso: sexo sem compromisso.

No controle

O sexo na van também implica em controle, algo importante para o homem. Os vídeos pornô geralmente seguem a mesma rotina: um homem no veículo para, aborda a mulher e daí ela entra. Depois que terminam, a mulher sai e o homem vai embora. O homem está em controle o tempo todo nessa situação: é ele quem escolhe com quem quer fazer sexo, onde (na van ou carro). Ele não dá opções de escolha para a mulher. Muitas vezes o vídeo ainda mostra a troca de dinheiro e é fato que o dinheiro faz as pessoas se sentirem em uma condição de poder.

Prostituição

Esta é uma fantasia típica feminina e por conta dela os vídeos pornô de sexo na van têm tanto apelo também entre as mulheres. Como explicado acima, às vezes acontece a troca de dinheiro pelo sexo. Muitas mulheres gostam dessa ideia ou por se sentirem desejadas e sexy (“alguém está disposto a pagar para fazer sexo comigo”) ou por gostarem de ser submissas no sexo, já que como prostitutas, elas precisam satisfazer o cliente.

Estupro

Esta é uma das fantasias mais difíceis de entender tanto para mulheres, quanto para homens. Por que uma mulher teria a fantasia de ser forçada a fazer sexo? Matthew Hutson,  jornalista e neurocientista da Universidade Brown, nos Estados Unidos, analisou 20 estudos realizados entre 1978 e 2008 sobre a mulher e o sexo. A conclusão foi a de que entre 31% a 57% das mulheres responderam que o estupro constava em sua lista de fantasias. Baseando-se nesses estudos e em outras pesquisas, Hutson acredita que as mulheres, em geral, gostam de um certo nível de dominação, um jogo sadomasoquista onde elas estão em uma posição de submissão. Isto também explica o fascínio que o livro “50 Tons de Cinza” exerce na mulherada.

O jornalista gosta de frisar, entretanto, que “certo nível” só quer dizer isso: um pouco de sadismo, mas nada exorbitante. São poucas as mulheres gostam do sexo sadomasoquista hardcore onde as pessoas se machucam de verdade. Geralmente estas situações de fantasia de estupro não envolvem punições físicas ou humilhações extremas; é apenas um toque a mais para atiçar o sexo.

Hutson admite que embora as mulheres relatem esta fantasia tanto em estudos, quanto nos consultórios, esta é uma fantasia tabu nas universidades. “Muitas pessoas não querem reconhecer que as mulheres têm fantasias de estupro por medo de que isso incite ou se torne desculpa para o estupro real”, afirma Matthew, afinal de contas, há muita diferença entre uma fantasia onde tudo é combinado entre o parceiro (conhecido) e a mulher e entre uma situação onde a mulher realmente não queira fazer sexo. A fantasia sexual do estupro nunca pode ser usada como justificativa para o estupro real.

O estupro também tem apelo entre os homens porque indica uma posição de controle para ele e, se gostar, pode exercer um pouco de seu sadismo. Portanto, a possibilidade do estupro nos vídeos pornô de sexo na van é um atrativo a mais neste tipo de vídeo.

Além destas possibilidades, o sexo na van também pode incluir outras fantasias a mais como sexo interracial, grupal e o que mais a imaginação pedir. Esse tipo de vídeos é uma combinação de várias fantasias sexuais ao mesmo tempo e talvez seja este o segredo de tanto sucesso.

Você gosta desse tipo de vídeos pornô? O que mais te incita no sexo na van? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (9 votos, média: 4,78 de 5)
Loading...

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Um comentário

  1. O excitante é que as mulheres são sempre gostosas e tão de minissaia kkkk

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*