Mulheres são Filmadas Brigando Vestindo Lingerie

Uma nova mania entre as mulheres da Irlanda do Norte que está conquistando várias partes do mundo é a de lutar em lingerie para ganhar cerca de £150 (libras).

Fotografias mostram essas mulheres puxando o cabelo uma das outras, se batendo e jogando as adversárias no chão, porém os organizadores dessas lutas negaram a violência e disseram que são apenas encenações que são fotografadas para satisfazer os desejos sexuais dos homens.

Porém, outras fontes disseram que essas mulheres que lutam vestindo meias-calças e cintas-ligas buscam a vitória a fim de receber £300, cerca de R$1.269, que é o prêmio para a moça vitoriosa.

29

Essa mania está realmente tomando conta principalmente da Irlanda do Norte.

Atraídas pela promessa de “dinheiro fácil”, tanto amigas como pessoas estranhas estão se envolvendo nessas brigas pré-arranjadas que são filmadas e vendidas por todo mundo.

Existem sites dedicados apenas a essas brigas femininas, em que elas usam micro biquínis e também se batem de topless.

31

DVDs dessas lutas podem ser comprados por £11 em sites da internet que enviam para todas as partes do mundo.

E se você acha que essas lutas ficam apenas nas fotos e DVDs, alguns clientes pagam para ter lutas particulares, encenadas apenas para eles.

Em um post, um site dedicado a esse tipo de luta estava tentando organizar uma chamada de “Old Firm”, em que eles pretendiam criar uma luta ambientada nos séculos passados, com mulheres vestidas de “Rangers” que é uma classe de personagens dos jogos de RPG típicas de cenários medievais, e de Celtas. Durante a briga, uma iria arrancar a roupa da outra, porém não conseguiram encontrar participantes suficientes para esta luta.

Em outro caso, o organizador lançou uma campanha no Facebook para encontrar meninas que quisessem participar de uma luta particular para um empresário americano que visitava a cidade de Belfast, localizada no norte da Irlanda.

33

John Thompson é um organizador destes eventos na Irlanda do Norte. No seu perfil do Facebook, ele se classifica como um empregado do Reino Unido Catfights.

Catfights é como são chamadas em inglês as brigas entre mulheres.

John usa as redes sociais para convidar as mulheres dispostas a “batalhar” entre si em um duelo particular que é filmado e depois enviado para sites de fetiche.

Estes sites são pornográficos e contêm imagens de meninas vestindo o mínimo de roupa possível e arrancando as peças umas das outras.

John Thompson bizarramente alegou que não havia nenhuma cena em seu site de brigas gravadas na Irlanda do Norte, apesar de ele organizar abertamente esses duelos nas redes sociais.

– Essas imagens são dos DVDs que são vendidos pela internet por cerca de £11 com promessa de transporte marítimo por todo o mundo.

“Isso é algo muito grande na Inglaterra, América e outros países europeus, como a Alemanha e Itália”, disse John.

“Eu comecei esse site como uma espécie de experiência para ver como uma empresa de ‘Catfighting’ seria recebida por aqui. Surpreendentemente, havia várias meninas dispostas a participar, mas eu nunca levo isso mais a sério do que apenas uma conversa sobre o assunto.”

Ele diz que as imagens que exibe em sua página foram tiradas da internet: “Desculpa por não ser uma história muito boa, mas eu pensei em lhe falar a verdade”.

A negação de John em relação ao seu negócio fica ainda mais estranha quando em um final de semana após a entrevista, ele falava a respeito das brigas que havia organizado e a quantidade de garotas que se inscreveram.

No dia 15 de julho ele postou fotos em que dizia que eram de uma briga que havia acontecido na noite anterior. Ele levou as meninas para lutas particulares e se orgulhou ao dizer que estava organizando grandes lutas para agosto.

Ele também se gaba repetidamente do dinheiro que as lutadoras podem ganhar.

No dia 17 de junho, ele postou uma foto de uma menina que se preparava para lutar naquela mesma tarde e prometeu uma série de lutas ao ar livre durante o verão.

As combatentes incitam umas às outras abertamente online. Uma loira platinada posa para uma foto em que ela está ao lado da sua oponente em posição de batalha e agradece a John Thompson.

Em vez dos seus amigos se sentirem horrorizados com as suas provocações e ameaças, um perguntou: “Quando você irá lutar? Eu quero assistir.”

Porém Chantelle, a loira platinada da foto, confirmou que era uma luta pré-arranjada privada e com regras muito rígidas.

O jornal inglês Sunday World disse em seu site que tentou entrar em contato com Chantelle, mas não houve resposta.

Os locais onde ocorrem as lutas variam. Elas podem acontecer em casas particulares, galpões e até mesmo ao ar livre. O local exato de cada luta é apenas compartilhado com as lutadoras e quem está pagando para assistir a este duelo particular.

Essa mania de lutas femininas criou uma grande discussão na internet, inclusive de mulheres que consideram o ato “assustador e violento”.

Uma mulher escreveu na página de Thompson na internet: “Quando entrei em alguns sites onde esses vídeos são vendidos, ficou óbvio para mim que essas jovens estão sendo atraídas para jogos pornográficos. É absolutamente escandaloso.”

Em resposta, Thompson a acusou de “mente fechada” e que, se ela não gostou, basta clicar no botão “unfollow” e deixar de segui-lo.

Apesar das imagens por todo o seu perfil no Facebook de mulheres lutando vestindo lingeries e seminuas, ele regularmente reforça a questão do vestuário.

“Nós pagamos entre £150 e £300 por no máximo 20 minutos de luta. É um bom dinheiro por tudo o que você faz. Também, um monte de meninas ficam de fora pela ideia de que a luta tem de ser feita de lingerie.”

“Eu não consigo enfatizar ainda mais de que nós deixamos cada garota escolher o que quer vestir para lutar. Então, você pode vestir o que quiser.” Porém, todas estavam vestindo lingeries em sua página do Facebook.

Ele também busca garotas que queiram lutar para viajantes internacionais. Em maio, ele fez o seguinte post: “precisamos de 2 meninas para uma luta privada no próximo fim de semana. Temos um cliente dos Estados Unidos que está aqui a negócios, ouviu falar do nosso trabalho e quer ver uma luta enquanto estiver na cidade.”

“Por ser de última hora, estaremos pagando £200 a cada menina e mais £300 para a vencedora.”

No seu site, as pessoas pagam £29 por mês para serem membros, e podem encontrar fotos em que mulheres lutam de topless ou totalmente nuas.

Você pagaria para ver uma luta entre mulheres de lingerie? Acredita que, aqui no Brasil, esse “negócio” faria sucesso? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (4 votos, média: 3,75 de 5)
Loading...

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*