Estranhas maneiras de incentivar sexo

Maneiras Estranhas que os Casais Estão Sendo Encorajados a Fazer Sexo com Diminuição das Taxas de Natalidade

Em muitos países ao redor do mundo, as mulheres não estão tendo tantos filhos como antes. Desde 1950, a taxa de fertilidade global diminuiu pela metade ano a ano.

De acordo com dados de pesquisas, isso acontece devido a uma série de fatores, como por exemplo o empoderamento feminino, avanços tecnológicos, situações financeiras e uma melhor educação.

Isso não quer dizer que a raça humana está em apuros (pelo menos não pelo crescimento populacional). Apesar das taxas de fertilidade em declínio, o número de pessoas que habitam o planeta continua a crescer exponencialmente.

Em 2015 aconteceram 141 milhões de nascimentos – 382.000 por dia. Não é de se admirar que fica difícil encontrar um lugar para se sentar no ônibus.

Há, no entanto, alguns países onde a fertilidade é vista como um problema mais significativo. Enquanto a população em geral está aumentando, em algumas nações a fertilidade está diminuindo mais rapidamente.

Esta é uma preocupação, já que uma queda nos nascimentos significa que futuramente haverá uma força de trabalho menor, enquanto mais pessoas idosas irão depender de pensões e cuidados de saúde.

Sendo assim, em alguns desses lugares onde o sexo está aparentemente fora do cardápio, ou pelo menos o sexo desprotegido, os governos estão tentando incentivar os casais a abandonarem as pílulas, preservativos e todos os outros métodos anticoncepcionais.

Na Espanha, uma “comissária especial” foi contratada para reduzir essas tendência. Edelma Barreira, responsável pelo “desafio demográfico”, disse: “Temos muito trabalho à nossa frente”.

Em Hong Kong, a taxa de fertilidade é de 1,8 crianças por mulher. Foram propostas recompensas em dinheiro por crianças. O mesmo aconteceu em Cingapura, que tem a taxa de fertilidade mais baixa do mundo, 0.81 crianças por mulher. O país gasta cerca de 1,6 bilhões de libras todos os anos em programas que encorajam as pessoas a terem relações sexuais.

A taxa de fertilidade da Itália é de apenas 1,43, o que está bem abaixo da média europeia. Existem inúmeros anúncios para incentivar os cidadãos a irem em frente. Um deles diz: “A beleza não conhece idade, a fertilidade sim”. Aparentemente esses anúncios não estão funcionando.

A Dinamarca possui uma taxa de fertilidade de 1,73 crianças por mulher. Essa taxa é tão baixa, que uma agência de viagem está fornecendo três anos de suplementos gratuitos de bebês para famílias de crianças que foram concebidas durante um feriado reservado através da empresa.

Na Rússia, as pessoas também não estão tendo tantos filhos como o esperado, por isso em 2017 foi lançado o “dia oficial da concepção”. As mulheres que dão à luz nove meses após essa data ganham uma geladeira gratuita.

No Japão, em 2010, um grupo de alunos criou o Yotaro, um robô projetado para proporcionar aos casais uma prévia do que é a paternidade – de maneira positiva.

E a Coréia do Sul promove o conceito de família de todas as maneiras possíveis. Existem incentivos em dinheiro, bem como o “Dia da Família”, que acontece todas quartas-feiras, quando os escritórios apagam suas luzes às 19h.

Seja dando dinheiro, geladeira, suplementos necessários para os bebês, com diferentes propagandas ou organizando um dia especial durante o ano ou durante a semana, essas são apenas algumas das maneiras estranhas que os casais estão sendo encorajados a fazer sexo à medida que as taxas de natalidade diminuem.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você acredita que seria impactado por alguma dessas propagandas ou campanhas que são feitas ao redor do mundo? Já viu alguma parecida ou inusitada? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*