Mulher Suspensa por Corrente Sexual

Fantasias Sexuais: Dominação ou Submissão?

Fantasias sexuais e jogos eróticos são partes naturais da vida sexual de uma pessoa. Milhares de homens e mulheres fantasiam uma forma de alcançar o orgasmo, porque a mente tem uma função importante no desejo sexual e na excitação. Muitas fantasias sexuais envolvem uma pessoa dominante e a outra submissa – como médicos e enfermeiras, professor e aluno ou sargento e cabo. E nesse artigo iremos mergulhar fundo na popular fantasia de submissão e dominação – escravo e mestre.

Jogos de Poder

Os jogos de poder podem realmente ser uma excitação para muitas pessoas por causa da absoluta vulnerabilidade de um parceiro e a absoluta dominância do outro. Cada um pode se deixar levar e deixar suas fantasias sexuais mais profundas acontecerem.

Se você é novato nessas fantasias sexuais, mas gostaria de experimentar esse fetiche de escravo e dono (e tem uma parceira propensa a isso), você não precisa levar tudo tão ao pé da letra. Não saia comprando chicotes, coleiras, algemas e tudo mais para fazer sua casa parecer um alçapão BDSM até ter certeza que esse tipo de fantasia é para você! Comece aos poucos e simplesmente experimentando etapas com a sua parceira para cada um ser o escravo do outro durante as noites.

Na submissão e dominação, o quão longe você levar isso depende completamente de você e sua parceira. Vocês devem estabelecer limites e fronteiras antes de começar a praticar essas fantasias sexuais, e assim vocês podem saber aonde podem chegar nas brincadeiras. Sempre tenham uma palavra estipulada para que qualquer um de vocês saiba e peça para parar o jogo quando alguém passar dos limites – essa palavra deve ser algo diferente de “para” e “não”, que vocês não estejam acostumados a usar nas relações sexuais.

Sendo um Bom Dominador

Se você for o dominador, aqui vão algumas dicas e truques para te ajudar a fazer isso corretamente. Como dominante você deve mandar a sua parceira fazer exatamente o que você quer; por exemplo, você pode ordenar que ela implore por fazer sexo contigo, mande ela fazer 15 minutos de sexo oral, entre outros. E não importe-se com os seus modos quando você fizer seus pedidos – as palavras “por favor” e “obrigado” não podem estar no seu vocabulário nessas fantasias sexuais.

Entre realmente no seu personagem e deixe-se levar – se for necessário, use uma voz diferente da normal. Puna sua parceira se ela desobedecer seus comandos – isso pode ser tão moderado ou selvagem quanto vocês quiserem. Seja surpreendente com as suas punições – torture a sua parceira com uma pedra de gelo, prenda-a na cama, bata levemente nela e fique a confundindo ao ser amoroso e logo depois punindo novamente por qualquer razão – por exemplo estimulando ela enquanto ela está próxima do orgasmo e em seguida, saindo do quarto.

Sendo um Bom Submisso

Se você for o submisso, deve se comportar de uma maneira inteiramente submissa. Seja e fale obedientemente o tempo todo e veja sua parceira como uma mestra. Até mesmo a sua linguagem corporal deve ser submissiva. Ajoelhe-se ou fique em qualquer posição em que esteja sempre olhando para ela de baixo. Agradeça a sua mulher até mesmo quando ela estiver te punindo. Além do mais, você é um sortudo por ter a presença dela!

A fantasia de mestre e escravo não se trata somente de gratificação sexual. Ela também pode estimular a intimidade e a confiança num relacionamento – quando for excitante para ambos. Portanto, quando você for experimentar essas fantasias sexuais, lembre-se que não se trata só do seu prazer – tente criar uma sensação prazerosa para a sua parceira e ela deverá fazer o mesmo por você. Experimente!

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você já experimentou com a sua parceira algum tipo de fantasia sexual relacionado à dominação e submissão? Como vocês se organizaram? Quem era quem nessa fantasia? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (11 votos, média: 4,18 de 5)
Loading...

15 comentários

  1. Olá, tenho 35 anos. Casada há 15. Sempre fui muito intensa no sexo, gosto, curto o momento, mas até pouco tempo atrás nunca havia tido um orgasmo. Só descobri isso quando li muito sobre o aassunto e entendi que nunca havia sentido isso numa relação. Nunca soube me masturbar, ainda não sei, verdade. Mas um dia comprei um vibrador e usando o brinquedo descobri o que era gozar. E o quanto isso é forte e violento.

    Não foi fácil assumir isso, que depois de velha é que fui aprender a gozar.

    Mas a situação vai além. Descobrir que quero me tornar um submissa me surpreendeu muito mais. Ok, adoro cavalgar, mas sinto tesão mesmo em ser usada e abusada. Tenho desejo de ser amarrada, vendada, tortura (com cuidado, sem violência domestica), violentada. Mas não é fácil falar sobre isso. Como explicar para o seu par (num relacionamento de 20 anos) que de repente você descobriu que tem interesse em bdsm?

    E pior, meu marido não demonstra ser dominador, pelo contrario, é passivo e parece gostar de ser mandado…

  2. Ola bom dia a todos, acho isso tudo bem interessante.. Tenho 36 anos e sou do RJ, Niteroi.

  3. Gostei da sua ideia amanda. Valeu pela dica.

  4. Sempre gostei de ser dominador, espancar, humilhar, violentar, chingar, e tudo mais, sempre que começa uma conversa com a parceira não aceitam por achar que estão sendo tratadas como uma qualquer. Tenho todo esse desejo reprimido.

  5. Quero uma submissa de Recife sou dormem sigiloso e respeito o limite de cada um. Mas tem que ser submissa e gostar de ser. Meu Gmail [email protected]

  6. Sou honesto trabalhador, compreensivo, pele clara, nível médio. Tenho 57 anos e não consegui realizar meu maior fetiche, que seria ser dominado por duas ou três pessoas, porém de forma diferente:
    Em um estabelecimento ou pensão ou obra onde tivesse banheiros sujos para eu ter que lava-los.
    Mas sem interesse financeiro. Apenas pelo fetiche de estar pelado, recebendo cintadas ou chineladas na bunda. ou tendo que cheirar axilas sem depilar e sem desodorante. Aceito trocar outras experiências, ou receber outras propostas.

  7. Me descobri submissa. Porém meu namorado mora nos EUA. Ele é um puta dominador!! Meu mestre!! Tive que ir longe pra encontrar alguém que me realizasse por completo!!! Sexo pra mim, só assim!

  8. Olá tenho 26 anos casada a 10 anos então faz pouco tempo que me interessei por um tipo de sexo que nunca experimentei mais sei que gosto pelo jeito que reajo quando assisto algo do tipo não sei se sou uma dominadora ou uma submissa só sei que ambos me deixa fora de si
    Já tentei falar com meu marido sobre isso mais ele parece não dá importância já tentei mostrar como gostaria que ele fizesse mais ele parece não entender ou aceitar ahh e sem falar que eu nunca gozei na vida
    Pra não deixar ele na mal sempre fingo sentir um prazer que não estou sentindo pois o jeito com que ele realiza o ato não me excita em nada

  9. Ola, me chamo Andre tc do RJ e busco uma Dona pra servir de escravo doméstico, interessadas entrar em contato: [email protected]

  10. Ola, eu sou de MG Belo Horizonte, sou virgem porém estou com muita vontade de fazer sexo e pior eu estou me descobrindo passiva, submissa do tipo de querer ser acorrentada, apanhar ser xingada e etc. Só de pensar nisso já fico fora de mim. Mas eu não posso fazer isso pois além de solteira também sou cristã e quero perder a virgindade depois do casamento, entretanto não consigo parar de pensar nisso e por isso n consigo me consentrar, dormir, fazer nada.
    Por favor o q q eu faço?

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*