Sexo oral e hepatite C

É Possível Transmitir a Hepatite C Através do Sexo Oral?

Atualmente, não existe uma vacina que proteja as pessoas contra a hepatite C, embora possam ser tomadas medidas preventivas para reduzir o risco de contrair a doença.

O sexo vaginal e anal, quando feitos desprotegidos, podem levar a infecções transmissíveis, mas acontece o mesmo com o sexo oral?

A hepatite C se espalha ao entrar em contato com o sangue de outra pessoa. Se o sangue infectado entrar na corrente sanguínea da outra, essa pode se infectar.

Em geral, o risco de transmissão de hepatite C durante qualquer tipo de atividade sexual é baixo. Embora seja muito pouco provável, a infecção durante o sexo oral pode ocorrer se alguém infectado tiver rachaduras, machucados ou sangramento nos lábios e por sua vez, a sua parceira tenha alguma ferida aberta.

De acordo com o Centro para Controle e Prevenção de Doenças da Espanha (CDC), a hepatite C não é transmitida através de beijos ou saliva.

Aproximadamente 15-20% das infecções de hepatite C desaparecem sem tratamento

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 71 milhões de pessoas têm infecções crônicas contra a hepatite C em todo o mundo e pouco menos de 400.000 morrem todos os anos de doenças hepáticas relacionadas à hepatite C.

Não há evidência científica direta que comprove que a hepatite C é transmitida apenas por via oral. No entanto, deve-se ter cuidado sempre que houver sangue, pois assim as pessoas ainda podem ser infectadas.

Se a sua parceira sexual tiver algum machucado ou rachadura na pele, pode haver um risco de passagem de sangue de uma pessoa para outra.

Outros fatores de risco adicionais podem ser: menstruação, sangramento na gengiva ou na boca, infecção da garganta, feridas, verrugas genitais, herpes ou lábios rachados ou machucados.

O risco de contrair ou transmitir hepatite C de uma pessoa para outra durante o sexo oral é muito baixo. Isto é particularmente certo em casais com relacionamentos monogâmicos.

Saber como a hepatite C é transmitida de uma pessoa para outra, assim como entender sobre as práticas de sexo seguro, pode reduzir ainda mais o risco de infecção.

Fatores de risco

  • Indivíduos que têm vários parceiros sexuais.
  • Uma pessoa com uma infecção aguda por causa do vírus da hepatite C.
  • Já possuir uma infecção sexualmente transmissível ou HIV.
  • Não usar proteção de barreira, como por exemplo a clássica camisinha, durante a atividade sexual.
  • Uma alta carga viral.
  • Atividades sexuais extremas.

Muitas pessoas infectadas pelo vírus da hepatite C não são conscientes do que têm

O vírus da hepatite C vive no sangue e em certos fluidos corporais, e é por isso que a troca de sêmen também pode causar infecção, embora as chances disso acontecer sejam muito raras.

Além do contato sexual, as pessoas também podem se infectar com o vírus da hepatite C através de: injeções de drogas, uso de drogas intranasais ou inalação de drogas, tatuagens não regulamentadas ou insalubres e piercings corporais, ter nascido de uma mãe infectada com o vírus, compartilhar lâminas de barbear, escovas de dentes, assentos de vaso sanitário ou ao amamentar, somente se os mamilos estiverem rachados, machucados ou sangrando, pois, o vírus não é transmitido no leite materno.

Uma pessoa com hepatite C deve sempre tomar precauções extras durante a atividade sexual para limitar o risco de transmissão da doença para outra pessoa.

Assim que sim, embora seja muito difícil, é possível transmitir a hepatite C através do sexo oral.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você conhece alguém que já adquiriu a hepatite C? Que tipo de transmissão ocorreu? Já teve relação sexual com alguma mulher que possuísse? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Nenhum Voto Ainda)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*