mulher no camerahot

Do Pornô ao Sexo Virtual – Mais Prazer ao Seu Alcance

De que forma a internet ajudou a mudar a vivência do conteúdo erótico?

Antes da chegada da internet e a facilidade no compartilhamento de informações, o que conhecíamos como conteúdo erótico não passava de uma sessão exclusiva e separada por cortinas na vídeo locadora da esquina; uma gama imensa de mulheres nuas nas capas dos filmes pornôs, tudo ao alcance das mãos.

Ninfetas coreanas, colegiais russas, brasileiras fogosas, professorinhas americanas.. havia opções para todos os estilos e dentro de todas as editorias possíveis: casal, ménage, lésbico, orgias… tudo que o humor e empolgação da noite pedisse.

Mas, naquela época, assistir a vídeos pornôs era uma missão praticamente solitária. Depois de ter a preciosidade em DVD nas mãos, era necessário esperar os pais dormirem, trancar o quarto a sete chaves, para aí sim aproveitar o cinco a um.

Uma tarefa complicada, certo? Apreciar um simples pornô era difícil, sem contar na qualidade duvidosa de muitos filmes a que tínhamos acesso: naquela época, a indústria pornô não caprichava em suas produções, afinal, mesmo sendo ruim, muita gente consumia aquilo.

Porém, em duas décadas, esse cenário mudou completamente. As vídeo locadoras fecharam para a tristeza da maioria dos caras e, por um instante, quando todo mundo achou que o universo pornô estaria perdido… tchram: surge a internet!

Mesmo assim, a internet trouxe a volta do pornô e talvez o que venha a ser sua maior ruína: tecnologia suficiente para tornar a vivencia do conteúdo erótico mais real.

E é exatamente isso que propõe os sites de sexo ao vivo ou sexo virtual. Uma nova forma de assistir ao erótico, mas de um jeito menos mecânico e mais vivo, a ponto de você ditar o que quer ver e como quer ver.

Apesar do seguimento já estar em voga há muito tempo em outros países, no Brasil, o sexo virtual e o público interessado nesse tipo de serviço está crescendo rapidamente e dando o que falar nos jogos de futebol da sexta a noite.

Nesses sites, você pode escolher exatamente o que lhe dá prazer e ainda ver, via webcam HD, uma camgirl disponível e cheia de tesão rebolar e fazer aquele strip-tease, tocar uma, usar lingeries sexys e acessórios, além de sentir tanto prazer quanto você.

Da mesma forma que no pornô, nos sites de sexo virtual muitas meninas fazem shows de exibicionismo acompanhadas de uma amiga ou parceiro, tornando a experiência ainda mais única. São gemidos reais, prazeres reais… tudo isso com um monitor LCD de distância entre vocês.

Os sites de sexo virtual, em contraposição ao pornô, oferecem um tipo de diversão erótica já não tão solitária, afinal, você conversa com a menina e a vê tendo reações de acordo com o que lhe propôs.

É por isso que os pornôs, onde muitas vezes as mulheres demonstravam não estar gostando tanto de estar ali, estão perdendo espaço para esse sites de erotismo real. As atrizes pornôs, preferindo entrar no universo das camgirls e ter uma vida mais digna ao realizar uma atividade que é realmente prazerosa para elas. O público, escolhendo o real e não tão solitário ao superficial.

É o século do sexo virtual e para que isso vingue, é necessário que os sites que disponibilizam esse tipo de serviço estejam preparados para o montante de usuários em seu servidor e ofereçam os melhores benefícios sempre.

Afinal, para que o sexo virtual seja proveitoso para ambas as partes, fazendo a experiência realmente valer a pena, é necessário tecnologia de ponta no site, como a exibição das imagens em HD real, por exemplo.

Fábio, responsável pelo CameraHot, site do seguimento no Brasil com mais de 300 camgirls cadastradas, afirma que o investimento em tecnologia não é em vão. “Ao ver a modelo favorita em imagem HD e em tela cheia, a experiência com o erotismo que o usuário tem é evidentemente mais real.”.

Mas, a qualidade do site é apenas um dos detalhes quando se está a procura desse tipo de serviço. Muitos usuários prezam por sites mais discretos e que ofereçam confidencialidade. Por se tratar de um conteúdo que para alguns ainda pode ser bestificado, manter esse grau de respeito em relação às informações dos usuários é imprescindível.

Para que o serviço seja completo, as camgirls também devem gostar do que fazem, afinal, para lidar com a sensualidade do próprio corpo em frente a uma câmera, é necessário estar a vontade ali e desejar fazer aquilo e muito mais.

Lux Sex, modelo do CameraHot, afirma ter escolhido o site pela confiança e seriedade de estar em um ambiente seguro, onde se tem a identidade preservada, um suporte sempre prestativo e a preocupação em se aprimorar e se modernizar.

Isso com certeza incentiva as meninas a quererem mais e mais estar online e, automaticamente, deixa os caras muito mais felizes, afinal, meninas dispostas significa uma experiência de sexo virtual muito melhor que o imaginado.

Por fim, são muitos os pontos positivos do sexo virtual se compararmos ele ao pornô e é exatamente por isso que o segundo está perdendo espaço no coração das pessoas.

Se o sexo virtual ainda está tímido no Brasil, a única certeza que temos é que aos poucos ele está entrando no assunto das pessoas e sim, cada dia que passa, só irá crescer mais ainda… tanto a quantidade de sites do seguimento, quanto os interessados em assistir e as interessadas em se exibir.

Gostou? Então é só correr para o abraço… quer dizer, para o cinco a um.

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (12 votos, média: 4,67 de 5)
Loading...

8 Comentários

  1. ola quero pau duro

  2. Eu querosão tranzar com uma gostosa dos peitoes

  3. Ai Que Tesão Alguem Pra Tranzar

  4. Quero namora com voce

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *