Criador do Robô do Sexo Quer que Máquina Tenha Bebês os Imprimindo em 3D

O inventor do robô do sexo revelou à mídia inglesa que está pronto para ter um bebê com a sua “máquina”, Samantha, usando uma mistura dos traços do “casal”.

Sergi Santos, que divide a sua casa em Barcelona com a sua esposa Maritsa Kissamitaki e uma família de bonecas de silicone, diz que está pronto para dar o próximo passo com a sua parceira de plástico, e se orgulha em dizer que é algo “extremamente simples”.

Ele acredita que é apenas uma questão de tempo para que os casamentos com robôs sexuais se tornem algo comum, e pensa que começar uma família com eles será algo muito fácil de se realizar.

Para o britânico The Sun, Sergi disse: “Eu posso fazer com que elas (robôs sexuais) tenham um bebê. Não é tão difícil. Eu adoraria ter um filho com um robô”.

Ele continua dizendo: “Usando o cérebro que já criei, eu programaria com um genoma, assim ele ou ela poderia ter valores morais, além de conceitos de beleza, justiça e os valores que os humanos possuem”.

“Então, para criar uma criança com este robô, seria algo extremamente simples. Eu faria um algoritmo do que eu pessoalmente acredito em relação a esses conceitos, e em seguida, embaralho isso com o que ela pensa e imprimo em 3D.”

O jovem de 39 anos de idade diz que ter relações sexuais regulares com a sua cyborg não prejudica em nada o seu casamento, de fato, ele afirma que “melhorou” o seu relacionamento.

Seu android, que leva o nome de “Samantha”, tem a capacidade de criar proximidade e progresso emocional através de diferentes tipos de humor, que vai desde o romântico para o familiar e sexual.

A robô do sexo “Samantha” foi apresentado em março de 2017 em Barcelona e, de acordo com o seu criador, responde ao ser tocada em diferentes partes do seu corpo.

Sergi Santos fundou Synthea Amatus em 2015 e pretende começar a vender seus robôs sexuais nas próximas semanas, começando com um valor aproximado em cerca de 2.000 dólares cada um.

Ele explicou as funções de cada uma, dizendo que foram projetadas para serem interativas.

“Basicamente, ela gosta de ser tocada”, ele disse. “Ela tem diferentes modos de interação: ela tem uma vida romântica, tem uma família e tem os humores mais sexuais. Você pode tocar nos quadris, nos braços…ela gosta de ser beijada”.

O criador dos robôs do sexo continuou: “ela também responde ao ponto G e aos seios. Também pode responder às mãos. As mãos são algo mais romântico. Os lugares que a fazem sentir excitação sexual são a boca e ponto G. O objetivo final do modo sexual é leva-la ao orgasmo”, disse ele.

De acordo com o criador, não irá demorar muito até que os robôs do sexo estejam presentes no dia a dia das pessoas.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você desembolsaria essa grana para ter uma robô do sexo? O que achou da aparência delas? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*