Mulher Algemada na Cama

Como Experimentar o Sadomasoquismo Corretamente

É comum os casais que estão precisando de um pouco mais de ação para apimentar o relacionamento procurarem e pesquisarem por fetiches diversos que possam mudar um pouco a rotina da sua vida sexual. O Sadomasoquismo é uma saída, pois ele une aspectos que podem ser excitantes para o casal de uma forma nunca antes vista.

No entanto, apesar de o sadomasoquismo ser uma prática sexy e divertida, é necessário tomar uma série de precauções muito importantes para os limites não serem ultrapassados e nenhum problema indesejável ocorrer. O Sadomasoquismo faz parte do BDSM, que também compreende o Bondage. Nele, um dos parceiros do casal é o dominante e o outro é o submisso.

O que caracteriza esta fantasia é justamente o fato de o submisso aceitar a sua posição e tudo o que o dominante ditar para que a brincadeira aconteça durante a relação sexual. O submisso deve aceitar todas as suas posições vulneráveis e deixar a responsabilidade de ditar o ritmo e os rumos do sexo nas mãos do parceiro dominante.

Utilizem a Criatividade

O interessante é que é possível usar da criatividade de diversas maneiras para tornar a relação cada vez mais divertida e excitante. Você pode encontrar aspectos e objetos que auxiliam a prática do sadomasoquismo no seu próprio quarto, mas também no seu banheiro, ou na cozinha. O que vale é ser criativo e usar isso em prol de uma relação mais apimentada.

Objetos que podem ser usados como exemplo para o Sadomasoquismo são uma espátula de cozinha para usar de chicote, um espanador para fazer cócegas, frutas em formato de vibrador para penetrar em sua mulher, gravatas para vendar os olhos – e é aí que entra o bondage, quando tudo isso é feito enquanto o submisso encontra-se vendado.

Avaliem suas Personalidades

Antes de qualquer ação precipitada, seria interessante vocês aliarem as características dos “personagens” do sadomasoquismo para a real personalidade de cada um de vocês dois. É possível, e nada difícil, avaliar qual de vocês tem mais características dominantes, seja dentro do relacionamento ou na própria vida. Assim, essa pessoa se sairia melhor sendo o dominante durante o sexo, pelo menos nas primeiras tentativas do casal.

No entanto, nada impede que seja o contrário – até porque, por não ser algo comum na vida de uma pessoa ser dominante ou submisso, pode ser algo que ela trata como uma grande fantasia, e realizá-la na forma do sadomasoquismo é uma saída interessante e bastante excitante para ela.

Estabeleçam os Limites com Antecedência

Como o Sadomasoquismo é uma fantasia que utiliza a mescla de prazer e dor, será normal que em alguma hora o dominante talvez perca o controle do submisso e acabe com o clima do sexo. Por isso, é importante que estabeleçam os limites da brincadeira antes mesmo de pensar em realizá-la. Considerem o que acham interessante e excitante, e o que significa uma ruptura dos limites para cada um. Conversem, para que cada um exponha suas opiniões, e cheguem a consensos para uma prática do sadomasoquismo segura e agradável para ambos.

Tenham Sempre uma Palavra de Segurança

Como o jogo aqui é brincar com os limites do seu parceiro, será comum uma hora ou outra o submisso dizer ”Não” ou “Para”, pois fazem parte da brincadeira. Portanto, é altamente recomendado vocês criarem alguma palavra de segurança para o momento em que realmente é necessário parar com a brincadeira momentaneamente ou interrompê-la definitivamente por causa de dores. O objetivo do sadomasoquismo é limitar os movimentos do corpo do submisso para a obtenção do prazer, não se deve confundir com dor e irritação.

Nunca Deixem Ninguém Sozinho

De maneira alguma, deve-se sair para tomar uma água, ir ao banheiro, fumar um cigarro ou fazer qualquer outra coisa, nem que seja por 10 segundos, enquanto a outra pessoa estiver na posição de submisso, presa ou acorrentada sem controle de seus movimentos. Uma das características do Sadomasoquismo é a excitação causada pela necessidade, pela dependência da presença do outro ali, a segurança que ela provoca quando se está imobilizado.

Esteja sempre atento aos sinais que o corpo da sua parceira enviar quando ela estiver submissa, ouvindo e enxergando-os bem. Você não vai querer que algo de ruim aconteça enquanto você der um pulo no banheiro! Você está sendo responsável por tudo o que ocorrer naquele momento.

Espero que com essas dicas listadas aqui, você e sua parceira estejam cientes, antes de pensar em realizar a fantasia do sadomasoquismo, de que é preciso tomar alguns cuidados, mas que se tudo for feito da maneira correta e utilizando a criatividade, ela pode ser muito excitante para ambos, dando uma apimentada na relação que estava desgastada. Vale a pena experimentar, mas com responsabilidade!

Você tem começado a pensar em entrar no mundo do Sadomasoquismo? Como você conheceu essas ideias e o que te trouxe até aqui? Você é solteiro ou possui uma parceira? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (12 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...


44 comentários

  1. Sou solteira, tenho muita curiosidade sobre o assunto, mas n achei nenhum parceiro de confiança p praticar… quero fazer com alguém no qual poderei fazer sempre q quizer… Hehehe confesso que é uma fantasia antiga, muito antes de perder minha puresa…

  2. gleidson costa

    tem uma gata que quer ficar comigo que ela curti ser dominada quero não desapontala

  3. comecei a me interessar sobre sadomasoquismo após pesquisar sobre o assunto onde me facinou, sou solteira e ainda sem experiências com este assunto

    • adoro ser o dominante,comecei a bater na cara da namorada depois usei o meu sinto e ele adorou apanhar.

    • olá tudo bem! sou Ricardo sou adepto ao sadomasoquismo e procuro uma parceira para juntos brincamos.

      meu whastsaap 015 99194 3000

      espero contato.

    • caso deseje ter experiencia so me procurar no whastsaap 015998432812

    • oi tudo bem muito prazer caso queira aprender tudo com amor e carinho me procure whats 015 997003195

    • entrei aqui o desejo de encontrar uma parceira que goste ou queira aprender sobre sadomasoquismo sou de Sorocaba meu whats 015 98142 4883

  4. Gosto dessa pratica mesmo com minha idade que e 17 anos.
    Embora minha namorada n curta muinto tanto ser submissa ou dominadora ela embora goste n consegue…mas nos damos bem e uma otima sujestao paa apimenta a relaçao

  5. Ola na realidade queria saber informações de onde estas pessoas se conhecem para trocas de informações e interesses neste estilo….

  6. Prático bdsm a uns 2 anos, sou submissa, tenho um Dommer, um dono…. É uma arte mto complexa não só envolve fetishes… Mas um mistura de sexo, prazer e respeito… Quem tiver interesse e oportunidade, procure se aprofundar.. Pois é mto legal…

    • Me desperto o interesse ao ler o livro 50 tons de cinza, sei q ele nao é tao profundo assim mas me deu um norte, começei a presta atençao em mim percebi q gostava e q ja havia tentado algumas coisas com meu namorado mas ele nao gosta disso… nos terminamos nao por isso mas outros motivos e desde entao estou só e loca conhecer alguem q assim como eu goste tbm.

    • Oi será que podemos trocar experiências ?
      Sou jovem e minha parceira gosta muito disso e eu quero agradala , pode me dar umas dicas ?

      Sou do RJ e aguardo seu contato .

  7. Acho que no fundo sempre gostei de ser submissa…agora casada, descobri que o meu esposo também curte ser dominador e estamos explorando melhor todo esse “assunto”.

  8. Olá, tenho 35 anos. Casada há 15. Sempre fui muito intensa no sexo, gosto, curto o momento, mas até pouco tempo atrás nunca havia tido um orgasmo. Só descobri isso quando li muito sobre o aassunto e entendi que nunca havia sentido isso numa relação. Nunca soube me masturbar, ainda não sei, verdade. Mas um dia comprei um vibrador e usando o brinquedo descobri o que era gozar. E o quanto isso é forte e violento.

    Não foi fácil assumir isso, que depois de velha é que fui aprender a gozar.

    Mas a situação vai além. Descobrir que quero me tornar um submissa me surpreendeu muito mais. Ok, adoro cavalgar, mas sinto tesão mesmo em ser usada e abusada. Tenho desejo de ser amarrada, vendada, tortura (com cuidado, sem violência domestica), violentada. Mas não é fácil falar sobre isso. Como explicar para o seu par (num relacionamento de 20 anos) que de repente você descobriu que tem interesse em bdsm?

    E pior, meu marido não demonstra ser dominador, pelo contrario, é passivo e parece gostar de ser mandado…

  9. Bom eu não sei como mais mim enteresei por isso mais não no modo de ser submissa eu quero ser a dominadora eu quero bater no var eu tenho essa vontade eu mim apaixonei por sadomasoquismo tenho prazer em v alguém sofrendo e sentindo prazer ao msm tempo ,eu sei que é uma doença mais eu não consigo parar cm esse desejo

  10. Mim chamem no whats 8897532874

  11. Ola a todas, me chamo Andre tc do rio de janeiro, sou swtcher, pra quem não sabe, é quem curte os dois lados no bdsm, dominar e ser submisso, pratico ha 8 anos, quem quiser fazer amizade e conhecer esse segmento me mande whats com ddd ou me escrevam em : [email protected]

    • Olá André eu conheci um rapaz que gosta de ser submisso como sou nova no assunto Tenho medo de machuca-lo ou não fazer direito, não somos namorados só saímos às vezes, eu gostaria de umas dicas suas, meu zap 31994875468

  12. Oi tenho um namorado que adora ser mandado e comecei a ler sobre isso é me interessei do que estou entrando nesse mundo agora..
    Alguém pode me dar uma dica de como começar e oque posso fazer quero apimentar a nossa relação…
    Me chama no whats 012988443497

  13. Sou menor de idade e virgem. Tenho um interesse muito grande pelo assunto e curto vídeos relacionados. Mas, tenho medo de quando deixar de ser virgem, eu não encontre um parceiro q curta este modo de fazer sexo, tanto quanto “diferente”. O q faço ? E como falar isso, para o parceiro ?

  14. Sou menor de idade e virgem, tenho muito interesse pelo BDSM, assim que soube o que era procurei diversas coisas sobre o assunto. Tenho medo de não achar um parceiro que goste o assunto, até porque quando falei com um ex namorado sobre o assunto nos brigamos e acabamos rompendo, como posso falar com o parceiro ou parceira (sou bi) sobre o assunto?

  15. Bom dia a todos!

    Tem algum site ou blog que promova encontros de praticantes de BDSM?

  16. olá, bom eu namoro a 4 anos, somos jovens 20-21 anos, estamos falando desse assunto e acabei gostando e estou interessado porém quero fazer uma surpresa para ela pois ainda não fizemos bdsm ainda, alguém pode me dar dicas ?

  17. Olá,descobri que minha esposa pratica virtualmente issojá há algum tempo e estou iniciando nesta prática com ela como dominador e gostaria de umas dicas para não desapontá-la. Alguém poderia me auxiliar nisso?

  18. O que mais curto fazer numa mulher é atiçá-la com preliminares estando amarrada, usando truque de vendas sussurros no ouvido com auxílio ou não de vibradores. Dependendo do tipo de fantasia gosto de expandir para gostos em comuns. Além disso, eu adoro um pezinho para brincar com ele e boas torturas com cócegas também rs.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*