Casal conversando

Como Concordar e Discordar de sua Parceira em Tempos Difíceis

Concordar e discordar: é mais fácil dizer do que fazer. Quando sua parceira discorda de seu ponto de vista, é fácil sentir como se fosse invalidado, o que pode ser ofensivo. E muitas vezes, quando nos sentimos ofendidos, gastamos toda a nossa energia mental para nos defendermos e discutir.

Quando certas situações obrigam os casais a enfrentarem suas diferenças, ser capaz de aceitar outras opiniões é fundamental para manter a saúde do relacionamento e confirmar sua solidez.

Assim, em tempo de crise, aqui está a forma de praticar o respeito por sua parceira, entendendo seus pensamentos – mesmo que você não aceite-os como seus.

1. Defina a questão

Quando os ânimos estão exaltados e a adrenalina fluindo, a comunicação pode facilmente tornar-se confusa. É útil identificar claramente qual é o problema antes de passar um dia inteiro batendo boca além do necessário.

2. Respeite a opinião alheia

O objetivo de debater não é “vencer”, porque se você sentir que alguém ganhou, ambos perdem quando o relacionamento está em jogo. Entenda que só porque vocês formam um casal, não significa que devem compartilhar ideologias idênticas – as diferenças provavelmente complementam um ao outro. Se o relacionamento não tivesse desafios e desacordos, seria um tanto chato.

3. Ouça

Isso parece bem clichê, mas é importante que você não tenha audição seletiva quando estiver em uma discussão acalorada. A audição seletiva no debate é como diagnosticar uma doença pela internet – você pode escolher entender algo completamente, ou pode ouvir apenas um lado e ficar desesperado. Escute a sua namorada, pelo bem da sua própria sanidade.

4. Responda, não reaja

Certas pausas silenciosas podem ser um pouco estranhas, mas é muito melhor preencher o espaço com silêncio do que dizer algo que você inevitavelmente se arrependerá. Ouça o que sua parceira tem a dizer, processe o que ela disse, reflita e responda com sabedoria – com críticas construtivas, não humilhantes.

5. Use mais “eu” e menos “você”

Quando você aborda uma questão que o atinge de uma certa maneira, está pedindo para que sua parceira considere esses sentimentos. Se diz que ela faz você se sentir de tal forma, pode ser compreendido como se fizesse um ataque ou jogasse a culpa em cima dela – o que é mais difícil de digerir. Em vez de dizer: “Você está sendo estúpida”, diga, “Eu me sinto machucado por aquela coisa estúpida que você disse/fez”.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você já obteve dificuldades em certas discussões com a sua parceira por conta destes pontos listados acima? Como foram essas situações? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*