Mandioca

Cirurgia é Feita Para Remover Mandioca de 45 Centímetros do Ânus de um Homem

Cuidado: IMAGENS FORTES! Homem de 55 anos de idade teve que passar por cirurgia, inclusive de reconstrução do ânus, após enfiar mandioca de 45 centímetros em seu ânus.

A criatividade e a vontade de saciar o prazer imediato, sem ter aparelhos (e por que não pessoas) especiais para tal feito às vezes faz com que algumas pessoas acabem fazendo grandes burradas.

Neste vídeo horripilante, você pode ver este homem passando por uma cirurgia após ser levado ao hospital por ter enfiado uma mandioca de 45 centímetros em seu ânus.

Hoje, o cidadão está em uma condição estável, mas para isso, ele ficou mais de uma hora em cirurgia, e parte dela foi filmada – se você é sensível a este tipo de imagem, melhor nem dar o play.

Para corrigir o dano físico causado pela introdução do tubérculo, os cirurgiões tiveram que reconstruir o ânus do homem de 55 anos de idade juntamente com parte dos seus intestinos.

Os cirurgiões do Hospital San Juan de Dios, localizado na capital da Costa Rica, trabalharam duro para tirar a mandioca a partir da cavidade anal.

O sexólogo Mauro Fernandez disse que o sexo com vegetais é um fetiche bastante comum entre as pessoas – se você pesquisar pela internet, irá notar que de fato esse é um fato recorrente dentre os hospitais de todo o mundo.

Ele disse que a comida faz parte da sitofilia, em que as pessoas sentem desejo sexual por coisas comestíveis.

O jornal local “Diario Extra” reportou que o paciente foi levado às pressas para a sala de emergência após uma das duas camisinhas que envolviam a mandioca ter sido rasgada dentro dele.

Para se ter uma ideia do tamanho da mandioca, além dos seus 45 centímetros de largura, ela tinha um perímetro estimado em cerca de 8 centímetros. De acordo com os especialistas, felizmente o retro não foi perfurado, o que poderia ter causado uma inflamação e infecção peritoneal secundária.

O hospital informou que já recebeu vários pacientes com sitofilia, que comprometiam a sua saúde introduzindo alimentos, e por precaução ou medo de sofrer julgamentos, só iam até o hospital quando a situação estava muito pior.

De acordo com um artigo publicado da revista Women’s Health Magazine em 2014, os enfermeiros em Chicago explicaram que pacientes do sexo feminino são frequentemente submetidas a cirurgias devido à inserção de bananas, pepinos e salsichas em suas vaginas.

O problema mais comum deste tipo de inserção é que os pedaços dos alimentos acabam interrompendo o trato reprodutivo, e isso pode causar uma infecção e toxidade.

Você conhece alguém que tenha esse distúrbio chamado sitofilia? E você, já passou apuros por se masturbar com algum objeto ou alimento e algo ter dado errado? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...


Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*