Prostitutas no Reino Unido

Prostitutas no Reino Unido Cobram Sexo por Valor de Refeição

As prostitutas vendem seus serviços – sexo – por apenas 4 libras, pouco mais de 19 reais, em uma cidade com a segunda maior concentração de profissionais do sexo de todo o Reino Unido.

Os homens são vistos fazendo fila no notório distrito da luz vermelha de Liverpool, onde um trabalhador foi assassinado e depois jogado em uma lata de lixo, e outro teve seus dentes esmagados com um bastão de baseball.

As trabalhadoras do sexo de longa data da cidade de Liverpool culpam um grande fluxo de concorrentes da Europa Oriental por terem que abaixar os seus preços, assim como dizem que muitas garotas vêm sendo traficadas na região.

Foi realizada uma investigação em agosto de 2017 pelo Liverpool Echo, que revelou que Sheil Road, em Kensington, tornou-se o novo distrito da luz vermelha da cidade de Liverpool.

Liam, que vive em Sheil Road e frequentemente afirma que as profissionais do sexo estão seguras, disse: “Algumas garotas fazem o serviço por 4 libras”.

Em uma entrevista para um documentário realizado pela BBC, ele explicou: “Eu não sou um cafetão. Não tenho nada a ver com o dinheiro de nenhuma delas. Elas apenas compram minhas bebidas, comida, elas não me pagam. Eu apenas olho suas costas para ser honesto com você.”

E é bem claro que ele é necessário no local.

Liam, morador da Sheil Road que afirma proteger as prostitutas.

Em um ponto do documentário, ele defende uma das profissionais de um cliente agressivo que se recusa a deixá-la.

Liam namorou por um ano Natalie – uma trabalhadora do sexo que trabalha na Sheil Road – e financiava o vício da garota por drogas.

Natalie, que afirma se prostituir para manter o seu vício em drogas.

Ela explicou para o Liverpool Echo que realiza atos sexuais em uma casa abandonada em Sheil Road: “Obviamente, tive que baixar os preços para leva-los para lá”.

Natalie está compreensivelmente infeliz com a sua situação: “Eu queria que Liam me amasse, mas isso é simplesmente uma ilusão.”

Ela descreveu sua situação como “o único momento em que alguém me abre os abraços é quando estão me arrastando para uma cama”.

“O que é normal para mim é me levantar, me vestir e começar a fazer sexo com uma homem diferente dia pós dia”.

Jack, que divide a casa com Natalie, que também é viciado em drogas há cerca de 30 anos, acredita que o fluxo maior de profissionais do sexo do leste europeu fez com que elas abaixassem os preços.

Ele afirmou que “algumas imigrantes que vêm da Sérvia e da Croácia” vendem sexo por preços baixos porque o custo de vida na Europa oriental é bem mais barato.

Ele disse: “Elas são absolutamente lindas. Mas as meninas locais… às vezes eu tenho que emprestar meus dentes a elas”.

Liam descreveu como a dependência de drogas alimenta a competição entre as profissionais do sexo. Ele disse: “É só porque elas estão lutando pelos seus negócios – porque elas estão desesperadas para conseguir crack”.

Liam descreveu um momento em que havia “cinco homens alinhados por 25 libras, pouco menos de R$110,00, o que dava 5 libras para cada um, ou seja, cerca de R$21,98. “Oferecer 5 libras é dolorosamente insultante.”

Mas o desespero por ter um vício em drogas muitas vezes deixa as profissionais do sexo com pouca alternativa.

Uma prostituta disse: “quando você é um viciado em heroína, fará sexo desprotegido por 10 libras, um pacotinho da droga”.

Grupos de voluntários colocaram uma van na Sheil Road para fornecer refúgio às profissionais do sexo. Em um dos seus dias de folga, Natalie visitou a van para tomar um café quente e falar sobre a sua situação.

Voluntários tentam ajudar as prostitutas da Sheil Road.

Mas, apesar de dizer o quanto que ela quer entrar na reabilitação, mais tarde volta para a Sheil Road.

Em agosto, o Echo relatou que a cidade de Merseyside no Reino Unido tem mais profissionais do sexo nas ruas do que em qualquer outro lugar do país, fora Londres.

Trabalhadoras do sexo feminino permanecem pela Sheil Road durante o dia e à noite na tentativa de arrumar clientes.

Muitos residentes agora são forçados a pegar um táxi no final da rua para evitar um quarteirão cheio de preservativos.

No ano de 2015, The Tab informou que cerca de 85 crimes ocorreram na Sheil Road, e no ano de 2014, essa rua foi considerada o lugar mais perigoso na área da cidade de Liverpool.

Embora digam que as prostitutas no Reino Unido cobram sexo por valor de uma refeição, nota-se que na maioria das vezes, o valor sai bem mais abaixo do que um lanche…

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Nenhum Voto Ainda)
Loading...


Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*