Sex shop

9 Coisas que Todo Funcionário de Sex Shop Gostaria que Você Soubesse

Uma sex shop é um ambiente aberto, e não há nenhuma vergonha em estar em um – mas há uma coisa que você nunca deve perguntar.

Se você já frequentou algum sex shop, seja para procurar alguma coisa para apimentar a relação, como itens S&M, ou para encontrar roupas e acessórios adequados para uma boa despedida de solteiro, o pensamento de pegar algumas coisas para o seu próprio prazer solo (e admitir isso em voz alta) pode ser uma experiência que deixe você um pouco nervoso.

Mas uma vez que você supera o estigma inicial de abertura ao vendedor ou vendedora da loja, a experiência pode ser mais positiva do que você pensava.

De qualquer maneira, seja você o tipo de cara que conta alguns detalhes da sua vida pessoal nessas horas, ou se é mais tímido e um pouco mais fechado, existem algumas coisas que todo funcionário de Sex Shop gostaria que você soubesse.

Isso ocorre porque os funcionários de um sex shop são afiados, de mente aberta e estão prontos para ajudá-lo a atualizar sua vida sexual, e por isso você confere aqui 9 coisas que eles gostariam que você soubesse.

1. Sex shops são um espaço seguro para ser você mesmo

Ao contrário de algumas lojas de varejo que tendem a libertar uma onda de tamanho único, digamos assim, os sex shops são uma zona individualizada e sem julgamento.

Em todo sex shop existe literalmente algum tipo de coisa para todo mundo – incluindo para o seu próprio prazer, ou para satisfazer sua parceira e apimentar a relação. Se você não sabe o que é esse “algo” que você está procurando, você pode explorar, aprender e fazer perguntas sem se sentir pressionado a comprar.

2. Eles são funcionários realmente qualificados para o trabalho

Os funcionários de um sex shop trabalham com produtos diferenciados, é claro, e deles depende o bem-estar dos clientes e todo o jogo de cintura necessário para conseguir ajudar até mesmo os clientes mais tímidos a se soltarem e saírem satisfeitos.

Por outro lado, trabalhar em um sex shop não é diferente de trabalhar em outros estabelecimentos de varejo. Como qualquer outro trabalho relacionado a vendas, esses funcionários normalmente têm alguma experiência prévia, gostam dos produtos que estão vendendo, são mente aberta e têm todo um perfil selecionável pelo RH da loja ou pelo proprietário da mesma. Além disso, esses funcionários são treinados para trabalhar nesse tipo de loja.

De qualquer maneira, todo bom funcionário de uma sex shop quer ajudar as pessoas a melhorar sua sexualidade e a se sentir confortável com seus corpos e suas preferências.

3. Não há necessidade de se sentir nervoso ou envergonhado

Se você procura por produtos ou quer realizar fantasias das quais se envergonha, saiba que não há motivo para isso, e que essas fantasias que fazem você se sentir meio envergonhado são mais comuns do que você pensa.

Um estudo de 2015 publicado no “Journal of Sexual Medicine”, por exemplo, descobriu que os interesses sexuais tradicionalmente considerados um tabu são realmente e totalmente normais.

Pesquisadores entrevistaram 1.516 canadenses com idades entre 18 e 77 anos e descobriram que 65% das mulheres fantasiavam sobre serem dominadas sexualmente, enquanto 44% dos homens fantasiavam sobre levar palmadas ou ser chicoteado por uma parceira para o prazer sexual. Então, seja qual for sua fantasia, saiba que ela não é tão incomum assim, e que não há motivos para se sentir envergonhado.

4. Todo mundo precisa de um pouco de lubrificante

Muitos homens e mulheres pensam que a necessidade de usar lubrificantes é a algo a se envergonhar, como se a mulher não ficasse excitada o suficiente com o homem. Porém, precisar de um pouco de lubrificante é algo completamente normal, e acredite, a maioria das mulheres precisa e tem muito mais prazer quando você usa um pouco de lubrificante.

Embora seja uma crença comum de que a humidade de uma mulher depende do seu nível de excitação, há muitas coisas que podem mexer com sua lubrificação, incluindo flutuações hormonais, gravidez e até mesmo anti-histamínicos e antidepressivos. Mesmo as mulheres que têm uma maior lubrificação naturalmente podem chegar ao orgasmo mais rápido com o uso do lubrificante. Além disso, o lubrificante reduz o risco de que a camisinha estoure.

5. Algumas situações estranhas às vezes acontecem

Os funcionários de uma sex shop podem adorar ajudar seus clientes a se tornarem mais confortáveis ​​e a conhecer melhor seus corpos, além de experimentar uma vida sexual mais ardente. Porém, você não precisa exagerar quando dizemos que você pode ser quem você é, e que pode se sentir confortável nesse ambiente. Como tudo na vida, existem limites em uma sex shop também.

Certa vez, um funcionário contou que: “Um homem entrou querendo nos mostrar seu pênis ereto como prova de como o produto que ele comprou funcionou”, e esse é um exemplo claro de passar dos limites.

6. Existe uma pergunta que eles gostariam que você parasse de fazer

Embora seja bom pedir recomendações aos vendedores de um sex shop, não é tão legal assim ficar perguntando quais são os produtos preferidos dos vendedores. Além de ser algo invasivo, a resposta do vendedor não irá realmente ajudar a determinar qual produto é o ideal para você.

É preciso ter em mente que todo mundo é diferente e cada um de nós tem preferências diferentes e ficamos excitados com coisas diferentes. Então, só porque um funcionário ou vendedor adora algum tipo de produto, isso não significa que o cliente também irá gostar. Bons funcionários de sex shop querem ajudá-lo a encontrar o que funciona melhor para você, não para eles.

7. Eles não trabalham com sexo em si

Sempre tenha em mente que não é só porque funcionários de um sex shop trabalham com itens relacionados ao sexo, que isso significa que eles estarão atendendo sexualmente os próprios clientes, uma coisa não tem nada a ver com a outra e isso deve ser respeitado a todo o custo. Essa é uma linha pessoal que nunca deve ser cruzada.

8. É melhor comprar itens de sex shop na loja física do que online

A grande chave é encontrar uma loja na qual você se sinta confortável comprando e que tenha funcionários que consigam compreender e atender bem suas necessidades. Funcionários e vendedores bem treinados irão fazer a você perguntas básicas sobre suas experiências, preferências e intenções antes de começar a sugerir produtos, e geralmente há itens nas prateleiras para você tocar e conhecer melhor, para que assim possa tomar a decisão que mais te agrade.

Você pode pagar um pouco mais do que você iria pagar online, mas ganhará mais conhecimento, confiança e provavelmente acabará com um produto melhor. Uma maneira de saber se você está em um estabelecimento respeitável e positivo é perceber se a loja está organizada, usando categorias de gênero neutro.

Se uma sex shop descreve seus vibradores como sendo “para mulheres”, por exemplo, eles não estão sendo educados em relação à identidade de gênero ou estimulação anal, que muitos homens gostam, apesar de não admitirem.

9. Os funcionários de uma sex shop não têm todas as respostas

Funcionários e vendedores de sex shop são treinados para ajudar os clientes, porém, eles não sabem tudo e não podem dar a você todas as respostas. Ao invés disso, pesquisar os tipos de produtos em que você possa estar interessado de antemão e não ter medo de receber opiniões e novas sugestões pode ajudar você a ser orientado na direção certa, aumentando suas chances de satisfação.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

Você já visitou um sex shop alguma vez na vida? Já fez compras nesse tipo de loja? Que tipo de ajuda recebeu do vendedor ou vendedora? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*