Home » Bombando na Web » 8 Mitos que Você Precisa Parar de Acreditar Sobre o Squirting

8 Mitos que Você Precisa Parar de Acreditar Sobre o Squirting

Mulher tendo orgasmo

Nós não sabemos muito sobre a ciência por trás da ejaculação feminina, ou squirting. Nós não sabemos exatamente o que está e o que acontece nela. Não sabemos por que algumas mulheres podem fazer isso, enquanto outras não conseguem.

  Continua Depois da Publicidade  

Mesmo as mulheres que fazem esse “esguicho” não compreendem completamente como elas o fazem (embora elas geralmente concordem que é uma coisa bonita de se fazer). Como se o orgasmo feminino não fosse suficientemente complicado, esguichar adiciona um novo nível de confusão a qualquer pessoa.

É hora de esclarecer esses mitos sobre a ejaculação feminina de uma vez por todas. Aqui estão oito equívocos comuns sobre o que acontece quando a sua parceira faz um squirting.

1. Squirting não existe

Se a sua experiência com esguichos se limitar a assisti-los na pornografia, provavelmente você se convenceu de que não existe nenhuma maneira de que essa explosão feminina seja legítima. Mas “não há dúvida de que o esguicho é absolutamente real”, diz Amanda Luterman, uma psicoterapeuta especializada em sexualidade.

Embora a ciência por trás do esguicho não seja totalmente compreendida, a documentação sobre a ejaculação feminina se deriva do século XVI, e numerosos estudos já descobriram que algumas mulheres realmente esguicham um tipo de fluido durante o orgasmo. Então, sim, o squirting é real.

  Continua Depois da Publicidade  

2. Toda mulher consegue fazer o squirting

Dito isto, só porque o esguicho é real não significa que todas as mulheres o façam. Na verdade, um estudo de 300 participantes relatou que apenas 7 mulheres auto relataram essa ejaculação feminina durante o orgasmo. “Eu nunca diria a uma mulher que ela é incapaz de esguichar, e nem diria a uma mulher que todos estão esguichando”, diz Luterman. É como anal: a pornografia pode fazer com que pareça fácil, mas nem todos acham agradável ou mesmo confortável. E está tudo bem.

Então, se sua parceira não conseguir esguichar, não faça com que ela se sinta mal em relação a isso. “Todas as mulheres são diferentes, e é preciso compreender que não existe nenhum modelo de mulher perfeita”, diz Dra. Shepherd, obstetra.

3. É xixi

Ok, tudo bem – há um pouco de xixi na ejaculação feminina. Mas não é tudo xixi. “É uma combinação de fluido ejaculatório, bem como fluido urinário”, diz Jessica Shepherd. O fluido ejaculatório vem das glândulas na parede anterior da vagina conhecida como “glândulas de Skene”. A urina está presente no fluido porque estas glândulas estão próximas da uretra, diz Shepherd.

Então, se você está namorando uma mulher que consegue esguichar, acostume-se a ficar um pouco molhado, mas Shepherd diz que a exposição à ejaculação feminina não traz riscos para a saúde. (E a propósito, homens: Fiquem sabendo que há também um pouco de xixi no seu fluido pré-orgasmo).

4. O squirting é sempre sinal de orgasmo

“O principal mito de esguichar é que este momento seja sempre sinal de orgasmo”, diz a educadora sexual Lola Jean. Jean faz palestras e dá aulas sobre o squirting e diz que, apesar de o squirting e o orgasmo costumarem acontecer em conjunto, eles nem sempre são a mesma coisa. Às vezes, as mulheres vão esguichar sem ter um orgasmo; às vezes, eles vão esguichar ao ter um orgasmo, e às vezes eles vão esguichar depois que têm um orgasmo, quando elas estão se sentindo mais relaxadas.

5. O squirting exige a estimulação do ponto G

O ponto G, ou a área esponjosa da parede anterior da vagina entre a abertura e o colo do útero, faz com que algumas mulheres esguichem, mas essa não é a única estrada que você pode ou deve pegar para esse destino específico. Algumas mulheres esguicham por causa da estimulação do clitóris, por exemplo.

  Continua Depois da Publicidade  

Lembre-se: o clitóris é mais do que o pequeno ponto sensível logo acima da abertura vaginal. “Pense em uma árvore que cresça com todas as suas raízes enormes; as extremidades do clitóris ficam bem abaixo da área vaginal que você não pode ver. Então, como essas terminações nervosas respondem ou são tão sensíveis, elas serão diferentes para todas as mulheres”, diz Luterman.

Então, em vez de ficar apenas preocupado com o ponto G, faça com que sua parceira mostre o que parece melhor quando ela se masturba, ou quando você masturba ela. Uma vez que você descobriu o que funciona para ela, ela pode mostrar a você como tocá-la de uma maneira que pode induzir a ejaculação.

6. O squirting acontece como na pornografia

Se você assiste a muita pornografia, provavelmente já viu a vagina de uma mulher agir praticamente como um gêiser. Esse é provavelmente o resultado de estrelas pornô usando acessórios antes de filmar uma cena.

  Continua Depois da Publicidade  

Enquanto algumas mulheres têm um squirting com uma maior quantidade de líquido que pode molhar a cama, outras têm menores quantidades. É por isso que você provavelmente não deve esperar que sua parceira esguiche assim que você colocar dois dedos dentro dela.

7. Ela fica excitada quando você pede a ela para fazer o squirting

Ao contrário dos homens, a maioria das mulheres não esguichava esse fluido de seus genitais desde o ensino médio. Então, a maioria das que fazem squirting precisa estar ultra relaxada para que isso aconteça. Além disso, algumas mulheres que fazem o squirting podem ter ficado envergonhadas quando isso aconteceu com parceiros anteriores, o que torna ainda mais difícil para ela voltar a fazer isso.

Então, se você está excitado com a possibilidade de que ela faça o squirting para você, isso é ótimo – mas você simplesmente não pode pressioná-la a fazer isso, o que provavelmente a deixará ansiosa. Apenas concentre-se em dar a ela prazer e em ter uma boa noite de sexo.

8. O squirting irá sujar muito os seus lençóis

Sim, se a sua parceira faz um squirting com uma boa quantidade de fluidos, isso pode sujar os seus lençóis. Mas isso é realmente importante? O squirting é algo realmente excitante, então seus lençóis serão o menor dos problemas. Mas ainda assim, se você estiver preocupado com isso, basta colocar uma toalha, ou até mesmo uma velha almofada debaixo da sua parceira.

Sua parceira já esguichou alguma vez com você na cama? Já teve relações com alguma mulher que fazia isso frequentemente? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (2 votos, média: 3,50 de 5)
Loading...
  Continua Depois da Publicidade  

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*