Chicote para BDSM

7 Dicas de BDSM Para Iniciantes

Iniciante do BDSM, não complique tanto. Você já tem a maioria das coisas necessárias para começar a “brincadeira”.

Você quer praticar o BDSM pela primeira vez? Alguns dos acessórios necessários para começar não são tão caros ou específicos como você pode imaginar.

Aqui você verá algumas dicas para iniciantes de acordo com uma especialista em BDSM, Castratta, conhecida como “Senhora das Dores” e que vive como uma Dominatrix profissional por mais de 20 anos.

Comece pela parte de trás

“Para os que irão praticar pela primeira vez, eu defendo que deve começar pela parte de trás, a bunda”, disse Castratta. “Há mais nervos no esfíncter anal do que em qualquer outra parte do corpo. Você pode usar bolinhas anais estimulantes, plugs anais, dentre vários outros estimulantes anais.”

A especialista recomenda que a pessoa que for usar faça uma limpeza e evite comer coisas muito pesadas antes da brincadeira para evitar qualquer imprevisto. “Eu acredito firmemente em lamber e depois usar os dedos para se certificar de que sua parceira está limpa e confortável.”

Use o que você já tem

Bondage não deve ser algo muito complicado. Na verdade, os cachecóis, lenços e meias que você já tem em casa podem ser excelentes vendas e “algemas”.

“Muitos dos meus submissos ficam excitados ao serem amarrados com alguma peça de roupa minha”, disse Castratta.

Ela não defende a ideia de que os iniciantes devem começar usando cordas ou algemas, já que eles podem acabar se excedendo na hora de colocar pressão sobre o corpo, e isso pode fazer com que a pessoa que está amarrada se distraia das sensações eróticas.

Ao experimentar algo como o bondage pela primeira vez, é melhor colocar a sua parceira deitada antes de restringi-la, em vez de fazer ela ficar em pé mesmo que for por um curto período de tempo.

Ao restringi-la, como por exemplo, amarrá-la, use a regra de dois dedos, como se estivesse testando o ajuste de uma coleira de cachorro, para assim se certificar de que não está apertando demais e evitar causar danos nos nervos ou machucá-la.

Experimente brincar com as sensações

O bondage pode fornecer estimulação visual para quem está na posição de dominante, além de aumentar os limites de confiança para quem está no lugar do dominado; porém, ele também intensifica os efeitos das sensações.

Tente alternar as sensações ao aquecer a pele da sua parceira derramando cera de vela, e depois esfriar colocando pedras de gelo. Assim que você ficar mais experiente no assunto, poderá usar estimulação elétrica ou a varinha violeta, de uma maneira que seja seguro transformar todo o corpo dela em um condutor elétrico.

“As sensações de uma varinha violeta podem variar desde uma vibração leve até uma forte sensação,” disse Castratta. “Ela pode fazer com que você sinta todo seu corpo como um vibrador. Ela é ótima para o sexo oral”.

Grampos para mamilos também podem ser algo bem divertido e podem ser encontrados em uma grande variedade de intensidades. Castratta recomenda testar seu nível de conforto testando os grampos em sua mão na loja antes de comprá-los.

As vendas para os olhos são outra maneira de aumentar as sensações do toque durante a brincadeira. Elas forçam a sua parceira a se focar em outras sensações e não na visão, como por exemplo a audição ou o olfato, o que pode ser algo extremamente erótico.

Embora as máscaras de couro sejam acessórios bem sexy, para começar, você pode usar as máscaras de dormir ou lenços, já que são mais acessíveis e funcionam super bem.

Tente o Spanking

Esse nome em inglês não é nada mais nada menos do que aqueles clássicos tapinhas na hora do sexo, porém no BDSM eles podem ser um pouco mais elaborados.

A especialista recomenda que antes de sair comprando pás, chicotes, palmatórias, chibatas, correntes, açoites ou objetos do tipo, que são usados no spanking, tente brincar com a clássica palmada, tendo como ferramenta algo muito mais acessível: sua mão!

Depois, se você realmente quiser implementar sua técnica de spanking, Castratta sugere que comece com uma pá que tem couro de um lado e um material mais macio do outro. As mais macias são as recomendadas para os órgãos genitais.

“Pás de madeira ou silicone são mais intensas” disse. “As pás perfuradas doem mais”, continuou Castratta.

Os chicotes também são ótimos acessórios para os iniciantes, e também podem ser usados com a mesma eficácia para os mais experientes. Os de camurça podem ser usados mais levemente sobre a pele, mas também podem causar dor.

“Independentemente do que você está usando, prefira usar os de tecido mais macio”. Assim você irá evitar prejudicar os órgãos internos.

Não gaste uma fortuna em acessórios

Será que vale a pena gastar uma fortuna em acessórios de BDSM logo de início?

Pense que você já tem vários objetos em sua casa para começar a brincadeira sem ter que gastar nada para começar.

Quando você for a um sex shop, ou visitar algum pela internet, verá que existe uma enorme variedade de acessórios e de materiais que são usados para fabricá-los, mas você é um iniciante. Sendo assim, experimente começar com o que já tem em mãos para ver se realmente gosta dessa brincadeira, e depois, se gostou e realmente quer continuar praticando o BDSM, aí sim comece a investir nos acessórios.

Procure por comunidades BDSM online

Castratta recomenda que mesmo que você queira ser o dominante, é importante passar pelo papel de submisso/dominado para saber como se sente. “Eu recebo um monte de caras que já vêm dizendo ‘Eu estou no controle. Eu quero que ela faça o que eu quiser”, diz Castratta. “Com uma atitude como essa, eles não irão muito longe no jogo do BDSM, que é mais parecido com ter um parceiro de dança. Um leva e o outro se deixa levar. Pode ser útil para os iniciantes procurar um mentor e conversar com outras pessoas que já praticam o BDSM em fóruns e grupos online.”

O cérebro é o brinquedo sexual mais poderoso

Mais importante do que ter brinquedos sexuais e implementos, é compreender o poder da sua mente quando o assunto é BDSM e qualquer outro tipo de jogo e brincadeira sexual.

Castratta enfatiza a importância da comunicação, pois é ao conversar com a sua parceira que irá descobrir o que a deixa excitada e o que não, para que assim comecem a brincar da maneira mais prazerosa possível.

Use o poder da mente, da fantasia e do desejo para que ambos sintam muito prazer na hora da prática do BDSM, e não se esqueça de que o mais importante é que haja o consentimento da sua parceira para que tudo funcione da melhor maneira, e vocês possam continuar se aprofundando nas técnicas e aproveitarem cada vez mais.

Você e sua parceira já experimentaram algum aspecto do BDSM em casa? Como e com o que foi essa experiência? Comente abaixo!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (4 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

2 comentários

  1. Alguém pode me indicar um grupo para falo sobre submissão… Quero aprender mais . Adoro ser submissa quero saber tudo sobre o assunto.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*